01:15 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Tanques turcos perto da fronteira com a Síria, Turquia, 25 de agosto de 2016

    Qual é a razão principal da operação turca na Síria?

    © AFP 2018 / BULENT KILIC
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Operação militar turca na Síria (51)
    1410

    Na semana passada as autoridades turcas finalmente lançaram uma ofensiva de grande escala no Norte da Síria.

    Os especialistas opinam que a operação destinada a eliminar o Daesh na cidade de Jarablus, com efeito, visa resolver o problema dos curdos, a quem o presidente turco Recep Tayyip Erdogan e seus apoiantes consideram como inimigos.

    As autoridades turcas disseram que o rio Eufrates era uma linha vermelha que os curdos não deviam atravessar. Se os curdos escolhessem atravessar o rio e avançar mais para oeste, Ancara enviaria tropas, avisaram as autoridades turcas. Foi o que aconteceu.

    No início de agosto, as Forças Democráticas da Síria, compostas na maior parte por curdos, liberaram Manbij, uma cidade que fica a oeste do rio Eufrates. Também disseram que planejavam avançar para liberar a cidade de al-Bab. Em 24 de agosto, os militares turcos lançaram sua ofensiva.

    No seu material publicado no The National Interest, o professor de relações internacionais na Universidade de Sabanchi, Bulent Aras, afirmou que Ancara esperava o momento adequado para iniciar a operação com o duplo objetivo de lidar com os êxitos dos curdos e com os ataques crescentes do Daesh.

    Além disso, a Turquia prometeu reforçar a sua fronteira e contribuir para a resolução da crise síria.

    O especialista notou que a atitude turca em relação à crise síria também se alterou.

    As prioridades atuais de Ancara incluem o reestabelecimento da segurança interna muito frágil e a participação de forma intensa em negociações sobre a Síria após o fim do conflito. A Turquia já não aspira mais a derrubar Assad ou dominar na rivalidade geoestratégica com o Irã e a Rússia, disse Aras.

    O analista político Fuad Shahbazov faz eco dessa opinião.

    Segundo ele, não é segredo que a razão principal das suas preocupações é o Partido de União Democrática curdo apoiado pelos EUA, escreveu o especialista no jornal The Jerusalem Post. Além disso, ela visa reforçar a sua influência nesta parte da Síria.

    Shahbazov também mencionou que a Turquia quer eliminar o Daesh no norte da Síria e para não poder ameaçar mais a segurança nacional turca.

    Entretanto, parece que os militares turcos não se focam no Daesh que ainda está presente nos arredores de Jarablus.

    Na opinião do jornalista turco Fehim Tastekin, a Turquia quer estabelecer uma zona tampão no triângulo Jarablus-Azaz-Marea e abrir um corredor para grupos armados em Aleppo, que continua cercada.

    Além disso, Ancara quer mobilizar esforços para construir cidades-satélites na zona tampão para refugiados sírios.

    Tema:
    Operação militar turca na Síria (51)

    Mais:

    Mais 550 juízes e procuradores foram afastados na Turquia por tentativa de golpe
    Representante curdo: Turquia e Daesh nunca foram inimigos
    Rússia pede que Turquia não ataque curdos e respeite soberania síria
    Turquia declara que maioria de curdos deixou margem ocidental do rio Eufrates
    Tags:
    terrorismo, curdos, fronteira, operação, Daesh, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik