09:29 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    324
    Nos siga no

    Nesta quinta-feira (7), o Senado dos EUA aprovou a lei de aumento temporário do limite da dívida federal até início de dezembro, evitando um possível incumprimento por parte dos órgãos do governo.

    Um total de 50 senadores democratas e independentes apoiou o aumento do teto da dívida federal, 48 republicanos votaram contra.

    A medida é uma solução de curto prazo, que prevê o aumento do limite da dívida para cerca de US$ 480 bilhões (R$ 2,6 trilhões) até 3 de dezembro. Os legisladores deverão assim garantir a continuação do financiamento do governo.

    Agora a lei passou à Câmara dos Representantes e, depois, deve ser assinada pelo presidente Joe Biden. A porta-voz da Casa Branca disse que Biden assinará a lei logo que seja aprovada pelo Congresso.

    ​50-48: O Senado, de acordo com a orientação partidária, votou pelo aumento do teto da dívida em US$ 480 bilhões até 3 de dezembro. Os republicanos Blackburn e Burr não votaram. A lei agora segue para a Câmara dos Representantes, antes do prazo final de 18 de outubro.

    Se o teto da dívida não tivesse sido aumentado, teria sido a primeira vez que os Estados Unidos entravam em incumprimento de pagamento da dívida. Suas consequências poderiam ter causado um colapso da economia norte-americana e potencialmente impactar a economia global.

    O incumprimento nunca aconteceu, mas tal possibilidade é amplamente usada para negociações políticas no Congresso. Anteriormente, os republicanos tinham bloqueado no Senado a proposta de estender o teto da dívida devido às diferenças políticas com os democratas.

    Mais:

    Déficit comercial dos EUA alcança recorde histórico, sendo China responsável por 38% dele
    Pandora Papers: Guedes apresenta à PGR documentos para se defender sobre empresa em paraíso fiscal
    Diretor da CIA anuncia criação nos EUA de centro de combate a desafios vindos da China
    Especialista: UE poderia ter evitado crise de combustível se não tivesse politizado Nord Stream 2
    Tags:
    EUA, dívida, Senado, lei, Joe Biden, economia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar