16:17 24 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    62011
    Nos siga no

    O ex-presidente norte-americano Donald Trump se dirigiu a seus apoiadores durante um comício neste sábado (25) no estado da Geórgia, Estados Unidos, criticando o governo Biden.

    No comício, Trump tocou em uma variedade de tópicos, falando da maneira como o governo de Joe Biden lidou com a retirada do Afeganistão, da crise na fronteira em Del Rio e dos resultados da auditoria do Arizona, que recentemente reconfirmou que o presidente Biden tinha vencido Trump.

    Trump disse à multidão que "o país está sendo transformado em um campo de migrantes" e que tal situação nunca aconteceria se ele fosse o presidente dos EUA.

    "O que eles estão fazendo neste nível, vocês deixarão de ter um país [até 2024]", declarou Trump. "Não há uma catástrofe maior que a que está acontecendo na fronteira sul."

    O ex-presidente disse que os migrantes não vinham até a fronteira entre EUA e México enquanto ele estava no cargo porque sabiam que "a viagem não valia a pena".

    Trump criticou Biden sobre a retirada dos norte-americanos do Afeganistão, chamando-a de uma "das mais terríveis demonstrações de incompetência".

    Trump destacou que seu comício tinha 13 cadeiras vazias em reconhecimento aos militares que foram mortos em Cabul nos dias que antecederam o fim do prazo da retirada em 31 de agosto.

    O ex-presidente disse que os EUA estão se transformando na Venezuela, que ele descreveu como um lugar onde as pessoas "vivem no inferno".

    "Não seremos um país socialista", sublinhou Trump. "Isto será a Venezuela muito em breve, se eles continuarem do jeito que estão indo."

    Mais:

    Descarrilamento de trem deixa pelo menos 3 mortos e 50 feridos em Montana, EUA (FOTOS, VÍDEO)
    Conflito de interesses faz equipe que investigava origem da COVID-19 ser dissolvida nos EUA, diz WSJ
    China acusa EUA de 'perseguição política' e de acusações 'totalmente fabricadas' contra Meng Wanzhou
    AUKUS vai 'ajudar Austrália a conter' a China e poderá afetar laços entre Rússia e UE, diz Lavrov
    Tags:
    EUA, Donald Trump, Joe Biden, Haiti, migrantes, Afeganistão, México, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar