07:14 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    381
    Nos siga no

    Ex-presidente dos EUA Donald Trump qualificou a retirada das tropas americanas do Afeganistão como "humilhação" para os EUA, exigindo que Joe Biden se desculpe ante a comunidade internacional.

    Em entrevista ao portal de notícias Fox Business nesta terça-feira (31), Trump afirmou que a retirada foi "um desastre" porque o Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) "nos disse para sair, eles nos deram uma data e foi isso".

    "A retirada foi uma humilhação absoluta dos Estados Unidos da América, os almirantes e generais estão certos e, mais do que isso, [Joe Biden] deve renunciar", afirmou o republicano.

    Ele se refere a uma carta recente assinada por 90 altos militares aposentados em que pedem a renúncia do secretário de Defesa americano Lloyd Austin e do chefe do Estado-Maior Conjunto, Mark Milley, pela "desastrosa" retirada das tropas do Afeganistão.

    Quando perguntado o que Biden deveria dizer à nação a respeito do fim da missão americana no Afeganistão, Trump respondeu que o presidente americano "deve um pedido de desculpas".

    "Acho que a melhor coisa que ele pode fazer é pedir desculpas ao povo americano e pedir desculpas ao mundo [...]. O mundo inteiro merece um pedido de desculpas", disse o 45º presidente ao Fox Business.

    Trump também repreendeu Biden por seu comportamento em uma cerimônia solene para prestar a última homenagem aos 13 militares americanos mortos no ataque terrorista no aeroporto de Cabul na semana passada. É que o presidente Biden olhou para o relógio durante a cerimônia, uma coisa que, segundo Trump, reflete sua falta de vontade de estar lá.

    É verdade. Joe Biden consultou o relógio durante a transferência solene dos militares mortos no Afeganistão no aeroporto. Você pode vê-lo sacudindo a mão esquerda para puxar o relógio debaixo da manga e, em seguida, olhar para baixo.

    "Quando ele continuava olhando para o relógio em Dover, com os pais e cônjuges das pessoas que foram mortos, marinheiros e a Marinha [...], olhando para o relógio como se ele me tirasse daqui, eu queria ir para casa, sair daqui. Quantas vezes ele olhou para o relógio quando fez isso ontem [29]? Foi uma vergonha", comentou ele.

    Mais:

    MRE russo espera que Ocidente tenha em conta preocupações da Rússia e da China sobre Afeganistão
    Putin: 20 anos de presença dos EUA no Afeganistão só causaram tragédias
    Trump sugere recorrer à força se talibãs não devolverem equipamento militar deixado no Afeganistão
    Tags:
    Donald Trump, Joe Biden, Afeganistão, tropas, presidente
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar