00:58 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    493
    Nos siga no

    Em 2011, o terrorista mais procurado do mundo, Osama bin Laden, estaria planejando assassinar o então presidente dos EUA, Barack Obama, mas não o vice-presidente da época - e atual presidente norte-americano - Joe Biden, pois achava que ele não estava preparado para comandar os EUA, aponta livro.

    O novo livro de Peter Bergen, "A Ascenção e Queda de Osama bin Laden" (traduzido do inglês "The Rise and Fall of Osama bin Laden"), publicado na quinta-feira (5), revela mais segredos e planos do ex-líder e fundador da Al-Qaeda (organização terrorista proibida na Rússia e em outros países).

    De acordo com o autor, enquanto se aproximava o décimo aniversário dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 às Torres Gêmeas, em Nova York, "bin Laden estava ansioso para comemorar a ocasião com outro ataque grandioso" contra os EUA.

    "Ele disse a seus tenentes que queria 'operações eficazes cujo impacto, se Deus quiser, será maior do que o de 11 de setembro'. Explicou que matar o presidente Barack Obama era uma grande prioridade, mas também tinha como alvo o general David Petraeus, na época comandante dos EUA no Afeganistão", escreveu Bergen.
    Barack Obama e vice-presidente Joe Biden durante a cerimônia de condecoração com Medalha Presidencial da Liberdade
    © REUTERS / Yuri Gripas
    Barack Obama e vice-presidente Joe Biden durante a cerimônia de condecoração com Medalha Presidencial da Liberdade

    Nessa época, o terrorista teria dito para sua equipe "para que não se preocupasse com planos contra o vice-presidente Joe Biden", o qual ele considerava estar totalmente despreparado para o cargo de presidente.

    Bergen não explicou por que bin Laden pensaria isso de Biden, sugerindo apenas que o ex-líder da Al-Qaeda estaria se sentindo pressionado a realizar outro grande ataque contra Washington, uma vez que, supostamente, achava que estava sendo esquecido.

    Porém, em 2 de maio de 2011, as Forças Especiais dos EUA invadiram um complexo suspeito em Abbottabad, no Paquistão, onde acabaram por matar o terrorista mais procurado do mundo que, por sua vez, "morreu sabendo que tinha falhado", aponta o autor.

    Mais:

    Senador Graham: retirada de tropas dos EUA do Afeganistão 'prepara caminho' para novo 11 de setembro
    Talibã declara ter tomado importante travessia na fronteira entre Afeganistão e Paquistão (VÍDEO)
    EUA e OTAN serão 'forças de ocupação' se permanecerem no Afeganistão após 11 de setembro, diz Talibã
    Tags:
    Osama bin Laden, Al-Qaeda, EUA, Joe Biden, 11 de setembro, ataque terrorista, assassinato, Oriente Médio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar