14:27 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    COVID-19 no mundo em meados de julho de 2021 (18)
    2110
    Nos siga no

    A liberação definitiva das vacinas Sputnik V contra COVID-19 produzidas na Argentina depende agora das autoridades sanitárias locais.

    O presidente argentino, Alberto Fernández, parabenizou publicamente o presidente dos laboratórios Richmond, Marcelo Figueiras, por ter obtido o aval da Rússia em relação ao primeiro lote de vacinas Sputnik V contra COVID-19 produzidas no país sul-americano.

    "A aprovação da Rússia já chegou", afirmou o presidente argentino durante conversa com Figueiras transmitida pelas redes sociais nesta quinta-feira (15).

    O Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya concedeu "a aprovação do primeiro lote industrial fabricado pelos laboratórios Richmond para ser utilizado no país", disse o empresário.

    A liberação definitiva das vacinas dependerá agora das autoridades sanitárias argentinas. Richmond fez um primeiro lote de 140.625 doses do componente 1, que foi submetido ao Centro Gamaleya para consideração.

    Anúncio: videoconferência entre o presidente Alberto Fernández e o presidente dos laboratórios Richmond, Marcelo Figueiras

    "O resto que estamos fabricando será liberado em breve e está à disposição do Ministério da Saúde e do operador logístico", complementou Figueiras. Até o momento os laboratórios Richmond produziram 1.300.000 doses do componente 1 e 1.010.000 doses do segundo.

    O presidente argentino, por sua vez, destacou que "uma vacina com a qualidade do Sputnik V" é produzida na Argentina.

    No total, mais de 20,9 milhões de argentinos já receberam a primeira dose de qualquer vacina contra COVID-19. E 5,1 milhões estão imunizados com as duas doses, segundo o Ministério da Saúde, em uma população de 45,8 milhões de habitantes.

    Tema:
    COVID-19 no mundo em meados de julho de 2021 (18)

    Mais:

    Incêndio em hospital para doentes com COVID-19 no Iraque deixa pelo menos 50 mortos (VÍDEOS)
    Cientista diz que 'podemos nunca saber' origens da COVID-19, mas as pesquisas devem continuar
    CPI da Covid: sessões serão suspensas no recesso e retomadas dia 3 de agosto, diz Randolfe Rodrigues
    'Estou me sentindo muito bem': governador de São Paulo testa positivo para COVID-19 pela 2ª vez
    Tags:
    pandemia, COVID-19, vacinação, vacina, vacina, Sputnik V, Argentina, Rússia, Alberto Fernández
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar