12:08 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    2585
    Nos siga no

    A administração de Joe Biden, presidente dos EUA, bloqueou temporariamente um pacote de ajuda militar de US$ 100 milhões (R$ 506,8 milhões) à Ucrânia, informa o jornal Politico.

    A Casa Branca dos EUA suspendeu temporariamente um pacote de ajuda militar de US$ 100 milhões (R$ 506,8 milhões) à Ucrânia que incluiria armas letais, para poder contrariar movimentos das tropas da Rússia, relata na sexta-feira (18) o jornal Politico citando quatro fontes anônimas.

    Segundo o Conselho de Segurança Nacional norte-americano, a proposta foi pausada depois que Moscou anunciou a retirada de tropas destacadas perto das fronteiras da Ucrânia, e antes da cúpula bilateral na quarta-feira (16) em Genebra, Suíça, entre Joe Biden, presidente dos EUA, e Vladimir Putin, presidente da Rússia.

    Uma das fontes contou à mídia que o conjunto de armas, que inclui sistemas de defesa aérea de curto alcance, armas pequenas e mais armas antitanque, segue intacto, e pode ser enviado rapidamente à Ucrânia. Funcionários do Departamento de Estado e do Pentágono teriam originado a proposta.

    Durante a primavera de 2021, tropas russas realizaram exercícios no mar Negro, inclusive perto da Ucrânia. No entanto, Moscou defende que ninguém deve ficar perturbado por movimentos militares russos anuais dentro de suas fronteiras, e referiu os exercícios simultâneos da OTAN nos Balcãs e ao longo da costa do mar Negro de Estados-membros da Aliança Atlântica, que são alguns dos maiores desde a Guerra Fria.

    Desde que forças pró-independentistas no leste da Ucrânia iniciaram um conflito em 2014, no mesmo ano em que a Crimeia regressou como território da Rússia, os EUA forneceram cerca de US$ 2,5 bilhões (R$ 12,67 bilhões, na cotação atual) em ajuda militar a Kiev, incluindo drones desarmados, rádios e mísseis antitanque Javelin.

    Mais:

    Metade dos ucranianos não querem ser 'bucha de canhão' da OTAN, diz Putin
    Ministério da Defesa russo: OTAN entregará armas à Ucrânia sob pretexto de exercícios Sea Breeze
    Rússia diz que pode aumentar rapidamente número de navios na fronteira sul em caso de novas ameaças
    EUA esperam que Ucrânia cumpra normas para se tornar membro da OTAN, diz Departamento de Estado
    Tags:
    Ucrânia, EUA, Rússia, Casa Branca, Politico, Conselho de Segurança Nacional, Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, OTAN, Departamento de Estado, Departamento de Estado dos EUA, Pentágono
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar