19:49 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1511
    Nos siga no

    A Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP, na sigla em inglês) proibiu a importação de frutos do mar da empresa Dalian Fishing Company of China devido a alegado uso de trabalho forçado, disse nesta sexta-feira (28) o secretário de Segurança Nacional, Alejandro Mayorkas.

    "Esta semana, a Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos usaram suas autoridades sob a lei tarifária para emitir uma ordem de detenção para a liberação de frutos do mar capturados por navios pertencentes ou operados pela Dalian Ocean Fishing, uma empresa chinesa", disse Mayorkas durante uma teleconferência.

    "Esta é a primeira vez que a CBP usou sua autoridade para reter a ordem de liberação em uma frota inteira de navios em vez de um único navio. A frota inclui 32 navios", acrescentou.

    Mayorkas disse que a CBP emitiu a ordem de retenção de liberação com base em informações que indicam que a frota de Dalian usou trabalho forçado para coletar atum, peixe-espada e outros moluscos.

    Mais:

    Aprovação de anexos ao acordo Brasil-EUA pode fazer comércio deslanchar, afirma ex-ministro
    EUA e UE pretendem responsabilizar China por 'políticas que distorcem o comércio'
    EUA e UE contra China: ex-representante do Comércio dos EUA conta por que tal 'aliança' é improvável
    Tags:
    relações comerciais, comércio, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar