17:28 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)
    2100
    Nos siga no

    Nesta quarta-feira (14), o presidente da Argentina, Alberto Fernández, recebeu alta após cumprir o isolamento por contrair COVID-19, informaram os médicos da presidência do país.

    Fernández, de 62 anos, testou positivo para a doença no início de abril. De acordo com seu gabinete, o presidente apresentou apenas sintomas leves e seguiu trabalhando durante o período dentro de uma residência oficial do governo.

    Antes do diagnóstico, Fernández havia tomado as duas doses da vacina russa Sputnik V. De acordo com estudos, o imunizante oferece 91,6% de eficácia contra a doença e 100% para impedir casos graves.

    ​Coronavirus COVID-19 | Novas medidas para a AMBA [Área Metropolitana de Buenos Aires] - Comunicado do Presidente Alberto Fernández

    A unidade médica que o atendeu ressaltou que o presidente teve um quadro leve "devido em grande parte ao efeito protetor da vacina recebida".

    Em comunicado, a equipe médica informou que Fernández "goza de boa saúde, evolui favoravelmente, está assintomático e que regressará ao trabalho na quinta-feira [15]". Mesmo assim, o presidente argentino continuará tendo acompanhamento dos profissionais.

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)

    Mais:

    Ao chamar Argentina de 'eterno mendigo', Mourão mostra desconexão com novo chanceler, diz analista
    Argentina protesta contra exercícios militares e testes de mísseis do Reino Unido nas Malvinas
    Argentina: Mauricio Macri é investigado por possível fraude em empréstimo no FMI
    Tags:
    Alberto Fernández, infecção, vacina, Sputnik V, novo coronavírus, pandemia, COVID-19, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar