00:51 18 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    130
    Nos siga no

    A capacidade de combate das tropas americanas aumentou durante o período de 2017 a 2019 apenas no âmbito terrestre, mas no total o Pentágono não atingiu as metas de aumento de prontidão das Forças Armadas, segundo relatório do Escritório de Contabilidade do Governo dos EUA (GAO, na sigla em inglês).

    De acordo com o relatório disponível no site do GAO, naquele período "a capacidade de combate cresceu no âmbito terrestre e desceu no naval", enquanto as mudanças nos níveis de prontidão nas áreas aérea, espacial e cibernética resultaram "indefinidas".

    Segundo avaliações do Escritório, o crescimento de prontidão nos âmbitos referidos "não correspondeu" às metas definidas.

    Soldados armados do exército norte-americano
    Soldados armados do exército norte-americano
    Nota-se também que o Departamento de Defesa norte-americano estabeleceu "um amplo espectro de desafios" que a entidade enfrenta no percurso de melhoria de prontidão das tropas em cada uma de cinco esferas. Em particular, a Marinha norte-americana qualificou com desafio principal as capacidades limitadas de manutenção dos navios em estaleiros privados e federais.

    Entretanto, o Departamento de Defesa dos EUA concordou com as conclusões do relatório.

    Mais:

    Pentágono usa China como desculpa para conseguir orçamentos cada vez maiores, afirma especialista
    Pentágono mostra FOTOS de primeiro elemento de futuro sistema de armas hipersônicas dos EUA
    Índia deve renunciar à compra dos S-400 russos para evitar sanções dos EUA, diz Pentágono
    Tags:
    EUA, tropas, prontidão de combate, prontidão, Pentágono
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar