02:58 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    3723
    Nos siga no

    Novo estudo, conduzido por pesquisadores do Bennington College, revela que entre 2016 e 2020 o Pentágono supervisionou a "queima clandestina" de mais de nove milhões de quilos de espuma formadora de película aquosa (AFFF, na sigla em inglês) em comunidades desfavorecidas por todo o país.

    AFFF contém contaminantes conhecidos como perfluoroalquil e polifluoroalquil (PFAS), e a exposição a vestígios destes produtos químicos sintéticos está associada a uma série de efeitos nocivos para a saúde.

    Alguns pesquisadores alegam que os PFAS são tão perigosos que não só põem em perigo a saúde pública, mas ameaçam a reprodução humana, avança portal Common Dreams. 

    Mesmo assim, não há evidências de que a incineração destrói os contaminantes tóxicos PFAS, que são componentes da espuma e estão ligados ao surgimento de cânceres, distúrbios do desenvolvimento, disfunção imunológica e infertilidade.

    "Desafiando o senso comum e perícia ambiental, o Departamento de Defesa recrutou comunidades pobres por todo [o território] dos EUA como participantes indispostos de teste de experiência tóxica com queima de AFFF", disse em comunicado David Bond, diretor associado do Centro para o Avanço da Ação Pública do Bennington College.

    Vale ressaltar que cientistas da Agência de Proteção Ambiental (EPA, na sigla em inglês) e até mesmo funcionários do Pentágono alertaram para o fato de que "a queima de AFFF é um método sem comprovação e uma mistura perigosa que ameaça a saúde de milhões de americanos".

    "O Pentágono redistribuiu o seu problema de AFFF em bairros pobres e da classe trabalhadora", acrescentou David Bond.

    Bond caracterizou a decisão dos militares de despejar enormes quantidades de AFFF e águas residuais que contêm AFFF como uma operação "absurda", bem como uma manifestação de injustiça ambiental.

    Mais:

    Químicos fluorosurfactantes podem diminuir eficácia de vacina contra COVID-19, segundo acadêmico
    Mais de 100 'produtos químicos misteriosos' são encontrados em humanos
    Multinacionais que produziram agente laranja usado no Vietnã são julgadas na França
    Tags:
    Pentágono, resíduos tóxicos, substâncias tóxicas, EUA, famílias pobres
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar