00:49 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    815
    Nos siga no

    Os Estados Unidos condenam os últimos ataques lançados pelos houthis contra a Arábia Saudita e querem que os rebeldes se envolvam em negociações de paz, declarou hoje (28) o governo norte-americano.

    "Os Estados Unidos condenam veementemente os ataques dos houthis contra centros populacionais na Arábia Saudita no sábado, 27 de fevereiro. Esses ataques ameaçam não apenas os civis inocentes, mas também as perspectivas de paz e estabilidade no Iêmen", disse Ned Price, porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, em um comunicado publicado neste domingo (28).

    "Pedimos aos houthis que acabem com esses ataques flagrantes e se engajem construtivamente com o enviado especial da ONU Martin Griffiths e com o enviado especial dos EUA, Tim Lenderking, com o objetivo de trazer paz, prosperidade e segurança ao povo iemenita", acrescentou Price na nota.

    Pedimos aos houthis que cessem os ataques flagrantes contra a Arábia Saudita e trabalhem pela paz para o povo iemenita.

    Ontem (27), os sistemas de defesa aérea da Arábia Saudita interceptaram vários ataques lançados pelos rebeldes houthis contra o território do país.

    Segundo a emissora Al-Arabiya, uma tentativa de ataque com drones ocorreu menos de 24 horas depois que a coalizão liderada pela Arábia Saudita frustrou três ataques dos houthis na sexta-feira (26). Além dessas agressões, os houthis lançaram no sábado (27) um míssil balístico em direção à capital saudita, Riad, que também foi interceptado pelos sistemas de defesa.

    O Iêmen é palco de um conflito interno entre as forças do governo legítimo e o movimento dos rebeldes houthis há mais de seis anos. Em 2015, a Arábia Saudita passou a intervir no confronto, a pedido do presidente iemenita Abd Rabbuh Mansur Hadi, liderando uma coalizão de países árabes que realiza uma campanha aérea contra os rebeldes.

    Mais:

    Irã: mudança dos EUA sobre Iêmen pode ser 'passo para corrigir erros anteriores'
    Reino Unido não alinha com EUA na questão do Iêmen e mantém vendas de armas à Arábia Saudita
    EUA pedem aos houthis que encerrem todas as operações militares no Iêmen
    Tags:
    negociações de paz, houthis, Arábia Saudita, Guerra do Iêmen, Iêmen, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar