21:05 28 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1424
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou que o Kremlin foi avisado apenas "quatro ou cinco minutos antes" dos ataques.

    Os Estados Unidos consideram que notificaram a Rússia de maneira adequada antes de realizar os ataques aéreos na Síria nesta quinta-feira (25). Segundo o que o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, John Kirby, disse nesta sexta-feira (26), a comunicação com a Rússia não comprometeu a segurança da missão.

    Os comentários foram feitos em resposta às críticas do ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov. Segundo o chanceler russo, o alerta dos EUA sobre o ataque aconteceu "quatro ou cinco minutos antes" dos bombardeios.

    "Faremos o que for preciso para notificar, mas também para proteger nossas forças. Neste caso, as forças aéreas que estavam realizando este ataque. Há uma questão de segurança operacional que levamos muito a sério", disse Kirby, durante uma entrevista coletiva.

    Nesta sexta-feira (26), a Rússia condenou o bombardeio aéreo na Síria e confirmou sua rejeição das tentativas de tornar o território sírio em uma zona para acerto de contas geopolíticas.

    Segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, Moscou está monitorando atentamente a situação relacionada com o ataque aéreo norte-americano na Síria, inclusive em contato com os colegas sírios.

    Caças norte-americanos F-15
    © REUTERS / Força Aérea dos EUA
    Caças norte-americanos F-15

    Nesta quinta-feira (25), os EUA realizaram um ataque aéreo com caças F-15 contra uma estrutura conectada a uma milícia apoiada pelo Irã na Síria. O bombardeio norte-americano aconteceu dias após três ataques com foguetes contra as forças dos EUA no Iraque, em 15 de fevereiro.

    Mais:

    CIA cria força-tarefa para investigar ataques acústicos a oficiais da inteligência dos EUA, diz CNN
    'Sabemos o que atacamos': chefe do Pentágono revela detalhes do ataque aéreo na Síria
    Reino Unido apoia ataque dos EUA na Síria, diz chanceler britânico
    Ataque aéreo dos EUA na Síria deixa 'pelo menos 22 mortos'; Iraque nega envolvimento na ação
    Tags:
    John Kirby, Estados Unidos, ataque aéreo, Síria, Rússia, Sergei Lavrov, Kremlin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar