19:50 14 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)
    0 70
    Nos siga no

    O subsecretário de Prevenção e Promoção da Saúde do México, Hugo López-Gatell Ramírez, informou nesta terça-feira (2) que a agência reguladora do país aprovou o uso emergencial da vacina russa Sputnik V contra a COVID-19.

    "A COFEPRIS [Comissão Federal para a Proteção contra Riscos Sanitários] acaba de conceder autorização para o uso emergencial da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Centro de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya", disse o subsecretário durante uma entrevista coletiva no Twitter.

    Segundo ele, a partir dessa decisão, será possível importar o imunizante e aplicá-lo na população mexicana, ajudando no combate à pandemia do novo coronavírus no país.

    O México assinou um acordo com a Rússia para a entrega em fases de 24 milhões de doses da Sputnik V e, na semana passada, o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, conversou com o presidente russo, Vladimir Putin, por telefone, e agradeceu pela decisão de enviar essa quantidade de vacinas para o país. 

    ​A Sputnik V é a primeira vacina registrada no mundo contra a COVID-19. Nesta terça-feira (2), o jornal científico The Lancet divulgou um relatório sobre os resultados provisórios dos testes de fase III do imunizante, estimando a eficácia da vacina russa em 91,6%.

    Tema:
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)

    Mais:

    Presidente argentino agradece a Putin pelo fornecimento da vacina Sputnik V ao país
    Vacina de Oxford tem 76% de eficácia por 3 meses após 1ª dose
    Diretor geral da OMS diz que nacionalismo da vacina contra COVID-19 é prejudicial para todos
    Tags:
    Rússia, México, surto, novo coronavírus, COVID-19, pandemia, vacina, Sputnik V, Sputnik
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar