08:19 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    12421
    Nos siga no

    A declaração foi dada no dia em que os países decidiram prorrogar o tratado sobre controle de armas nucleares, o Novo START, por mais cinco anos, poucos dias antes de sua data de expiração.

    As relações entre a Rússia e os Estados Unidos serão "difíceis" sob o governo de Joe Biden, afirmou Jake Sullivan, conselheiro da Segurança Nacional do presidente norte-americano, nesta sexta-feira (29).

    Segundo ele, os dois países ainda precisam lidar com uma série de desafios nucleares e ameaças que estão fora do tratado Novo START, estendido pelo presidente russo, Vladimir Putin, também nesta sexta-feira (29), por mais cinco anos.

    "Sobre a Rússia, o presidente Biden adota uma abordagem prática e lúcida. Vai ser desafiador e difícil, porque a Rússia representa ameaças em múltiplas dimensões", disse Sullivan.
    Presidente da Rússia, Vladimir Putin, em sua residência durante videoconferência, 14 de dezembro de 2020
    © Sputnik / Aleksei Nikolsky
    Presidente da Rússia, Vladimir Putin, em sua residência durante videoconferência, 14 de dezembro de 2020

    O funcionário enfatizou que o novo governo deseja manter negociações sobre estabilidade estratégica com Moscou, mas que continuará a se opor contra o que ele chamou de "comportamento agressivo".

    "Também precisamos lidar com a questão fundamental da estabilidade estratégica entre as duas importantes potências nucleares", disse Sullivan, em painel virtual. "Teremos que ser capazes de impor consequências para o comportamento agressivo da Rússia e ameaças aos Estados Unidos e nossos aliados e, ao mesmo tempo, saber negar de forma convicta e clara problemas de estabilidade estratégica."

    Mais:

    Embaixador russo refuta acusações de uso de armas químicas por Moscou
    EUA confirmam que governo Biden congela alguns acordos de venda de armas ao exterior
    Fim do neoliberalismo? Biden adota medidas protecionistas e intervém na economia dos EUA
    Tags:
    Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Moscou, acordo nuclear, acordos, tratado, Rússia, Estados Unidos, Vladimir Putin, Joe Biden
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar