15:34 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)
    10161
    Nos siga no

    A Johnson & Johnson anunciou que está interrompendo seus testes clínicos da vacina contra o novo coronavírus porque um dos voluntários exibiu sintomas "inexplicáveis" durante os testes.

    A companhia farmacêutica norte-americana anunciou o início da terceira fase de testes de sua vacina contra a COVID-19 no último dia 23.

    "Nós pausamos temporariamente a dosagem adicional em todos os nossos ensaios clínicos da vacina contra COVID-19, incluindo o ensaio de fase 3 ENSEMBLE, devido a uma doença inexplicada em um participante do estudo. Seguindo nossas diretrizes, a doença do participante está sendo revisada e avaliada pelo Conselho de Monitoramento de Segurança de Dados (DSMB) independente do ENSEMBLE, bem como por nossos médicos clínicos e de segurança internos", disse a empresa por meio de um comunicado divulgado nesta segunda-feira (12).

    De acordo com a nota, os ensaios clínicos são controlados por placebo, por isso ainda não está claro se o participante em questão recebeu o tratamento real ou não.

    "Devemos respeitar a privacidade desse participante. Também estamos aprendendo mais sobre a doença desse participante e é importante ter todos os fatos antes de compartilhar informações adicionais."

    A terceira fase dos testes da vacina da Johnson & Johnson está sendo realizada com cerca de 60 mil voluntários em diferentes países, como Estados Unidos, México e Brasil.

    Tema:
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)

    Mais:

    AstraZeneca impôs restrições ao Brasil para produção de vacina, diz jornal
    Maduro anuncia que vacina da China chega nos próximos dias à Venezuela
    Emirados Árabes autorizam 3ª fase de testes clínicos da vacina Sputnik V, diz RFPI
    Tags:
    voluntários, pandemia, sintomas, ensaio, teste, vacina, Johnson e Johnson, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar