14:32 06 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    42414
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou um decreto executivo que proíbe qualquer transação com a desenvolvedora do aplicativo TikTok, a ByteDance, e o aplicativo WeChat, da Tencent Holdings.

    "A disseminação nos Estados Unidos de aplicativos móveis desenvolvidos e pertencentes a empresas da República Popular da China (China) continua a ameaçar a segurança nacional, a política externa e a economia dos Estados Unidos. Neste momento, ações devem ser tomadas para lidar com a ameaça representada por um aplicativo móvel em particular, o TikTok", afirma o documento assinado por Trump. 

    O decreto afirma que a proibição entrará em vigor em 45 dias e que, assim como o TikTok, "o WeChat captura automaticamente uma vasta gama de informações de seus usuários. Esta coleta de dados ameaça permitir o acesso do Partido Comunista Chinês aos americanos", diz o decreto executivo.

    O presidente dos Estados Unidos já afirmou que pode banir o TikTok se uma empresa estadunidense não comprá-lo até 15 de setembro. Trump também pontuou que "uma porção muito substancial desse preço [de venda] deve se destinar ao Tesouro dos Estados Unidos."

    A China, por sua vez, rechaçou as falas de Trump por meio de seu porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Wang Wenbin.

    "Se seguirmos esta lógica errônea dos EUA, qualquer país pode, sob pretexto de proteger a segurança nacional, tomar medidas semelhantes contra qualquer empresa americana. Os Estados Unidos não devem abrir a caixa de Pandora, ou eles mesmos vão colher frutos amargos", afirmou o porta-voz chinês na terça-feira (4). 

    Mais:

    Generais dos EUA acreditam que explosão no Líbano foi causada por uma bomba, diz Trump
    Trump muda discurso e diz que 'ninguém sabe' o que causou explosão em Beirute
    Facebook retira vídeo publicado por Trump por conter desinformação sobre coronavírus
    Twitter bloqueia conta da campanha de Trump por desinformação sobre a COVID-19
    Trump diz que EUA poderão ter vacina contra COVID-19 até as eleições presidenciais
    'Eles têm que pagar': Trump volta a atacar a Alemanha por gastos militares e gás russo
    Tags:
    aplicativo, Donald Trump, China, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar