11:54 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    280
    Nos siga no

    A cidade de Nova York está se preparando para outro dia de protestos nesta segunda-feira (1º), informou o prefeito Bill de Blasio em entrevista coletiva.

    Após o assassinato do homem negro George Floyd em Minneapolis, diversas cidades dos Estados Unidos registraram protestos contra o racismo. 

    "Estamos no quarto dia. Hoje esperamos mais protestos por toda a cidade", disse de Blasio.

    O prefeito disse que "um grande número" de policiais será destacado em locais que tiveram episódios de violência, destruição de propriedades e lojas saqueadas no fim de semana.

    O comissário de polícia de Nova York, Dermot Shay, acrescentou que policiais vestidos à paisana também estarão trabalhando para evitar a violência e o "sequestro da causa" das manifestações

    "Qualquer um que venha com a intenção de tirar proveito das pessoas durante esse período muito difícil, garantiremos que façamos tudo o que você for processado na extensão máxima da lei", enfatizou Shea.

    Mais:

    China poderia superar Marinha norte-americana, adverte Congresso dos EUA
    'Não podem nos assustar': Egito mantém compra dos caças russos Su-35 e adverte EUA
    China promete 'contra-ataque firme' aos EUA após fala de Trump sobre Hong Kong
    Gastos com caças F-18 representam riscos para segurança nacional dos EUA, avalia especialista
    Moscou repudia alegações de que Rússia estaria por trás de protestos violentos nos EUA
    Tags:
    racismo, Nova York, Donald Trump, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar