12:35 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)
    580
    Nos siga no

    Os Estados Unidos devem impor restrições a viajantes do Brasil neste domingo, disse uma importante autoridade da Casa Branca depois que o país sul-americano se tornou o segundo no mundo em casos de coronavírus.

    O consultor de segurança nacional dos Estados Unidos, Robert O'Brien, disse à emissora CBS neste domingo (24) que, provavelmente, Washington suspenderá a entrada de viajantes que chegam do Brasil.

    "Esperamos que seja temporário, mas, devido à situação no Brasil, adotaremos todas as medidas necessárias para proteger o povo americano", disse O'Brien.

    O Brasil se tornou o segundo país do mundo com mais casos de coronavírus nesta sexta-feira (22), perdendo apenas para os Estados Unidos, e agora tem mais de 347 mil pessoas infectadas pelo vírus.

    O presidente dos EUA, Donald Trump, disse ainda na terça-feira (19) que estava considerando impor restrições aos viajantes brasileiros.

    "Não quero que as pessoas venham aqui e infectem o nosso pessoal. Também não quero que as pessoas estejam doentes. Estamos ajudando o Brasil com ventiladores. [...] O Brasil está com alguns problemas, sem dúvida", disse Trump aos jornalistas na Casa Branca.

    O'Brien acrescentou que os Estados Unidos estão analisando impor restrições a outros países, prometendo realizar uma avaliação caso a caso.

    O governo Donald Trump já suspendeu a entrada da maioria dos viajantes da China, onde o surto começou em janeiro. No início de março, ele impôs restrições de viagem à pessoas provenientes da Europa.

    No caso das restrições ao Brasil, cidadãos dos Estados Unidos, portadores de green card, parentes próximos de cidadãos dos EUA e membros da tripulação de voo ficariam isentos.

    Tema:
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)

    Mais:

    Brasil deve ultrapassar os EUA e liderar os casos da COVID-19 no mundo, aponta estudo
    Brasil corre risco de perder 'identidade diplomática' ao sempre seguir os EUA, diz analista
    Tags:
    COVID-19, Donald Trump, Brasil, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar