10:43 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    21436
    Nos siga no

    O presidente norte-americano Donald Trump assinou um decreto estabelecendo o direito dos EUA de extraírem recursos espaciais e ordenando o alcance de acordos relevantes com outros países no prazo de seis meses.

    O decreto observa que Washington pretende buscar apoio internacional para a exploração espacial.

    "Os americanos devem ter o direito de se envolver na exploração comercial, recuperação e uso de recursos no espaço sideral, de acordo com a lei vigente. O espaço sideral é um domínio legal e fisicamente único da atividade humana, e os Estados Unidos não o veem como um espaço comum global", lê-se no relatório da Casa Branca.

    Segundo o documento, o Departamento de Estado americano, junto com outros ministérios e agências, deve negociar a nível internacional a celebração de acordos bilaterais e multilaterais sobre o uso e extração de recursos na Lua e em outros corpos celestes por empresas públicas e privadas.

    Presença na Lua

    O secretário de Estado dos EUA deve apresentar um relatório sobre o trabalho realizado nesta área no prazo de 180 dias, informa o documento.

    A administração Trump explicou que Washington não considera necessário adotar um novo documento internacional, mas quer discutir este tema com os seus parceiros. O decreto salienta que os EUA apoiam o Tratado do Espaço Exterior de 1967, mas se opõem ao acordo que regula as atividades dos Estados na Lua e em outros corpos celestes, de 1979, que foi assinado por menos de 20 países.

    Imagem mostra nascer da Lua sobre a atmosfera terrestre
    Imagem mostra nascer da Lua sobre a atmosfera terrestre

    O decreto confirma a lei aprovada pelo Congresso dos EUA em 2015 que permite aos americanos e às empresas americanas desenvolver e extrair comercialmente recursos espaciais, incluindo água e minerais.

    Os EUA anunciaram anteriormente a retomada do programa lunar Artemis, com o objetivo de voltar a ter uma presença humana permanente na Lua, que será um marco no caminho para missões tripuladas a Marte.

    Mais:

    EUA admitem que poderiam usar armas nucleares em possível conflito no espaço
    Força Espacial dos EUA recebe 1º sistema de armamento ofensivo (FOTO)
    EUA pretendem transformar espaço em 'arena de guerra', segundo especialistas
    Tags:
    recursos minerais, EUA, mineração, exploração espacial, Lua, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar