05:33 21 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    383
    Nos siga no

    A chancelaria do México expressou hoje grande preocupação com o excesso de vigilância, por parte das autoridades bolivianas, na residência do embaixador mexicano e na Embaixada do México em La Paz.

    "O Governo do México, por meio da Secretaria de Relações Exteriores, expressa sua profunda preocupação com a presença excessiva de pessoal de serviços de inteligência e segurança bolivianos que monitoram tanto a Residência quanto a Embaixada do México no Estado Plurinacional da Bolívia, desde o último 11 de novembro", se queixou a diplomacia mexicana em nota oficial. 

    México expressa sua preocupação com a falta de cumprimento da Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas.

    ​O México concedeu asilo ao ex-presidente boliviano Evo Morales logo depois de ele deixar o cargo, por meio de renúncia, após contestações locais e internacionais em torno de sua vitória na última eleição presidencial. Mas, atualmente, Morales se encontra na Argentina.

    "O México confia que a inviolabilidade das propriedades diplomáticas será respeitada e as medidas correspondentes serão executadas para garantir o resguardo e a proteção da integridade física do edifício da missão diplomática tanto interior como exterior, bem como dos agentes diplomáticos credenciados, em conformidade com os compromissos internacionais dos quais faz parte", acrescentou a chancelaria mexicana.

    Mais:

    Complexos arquitetônicos maias nunca antes vistos são encontrados no México (FOTOS)
    México: vala comum encontrada em fazenda tem restos de 50 corpos
    México: jogadores de futebol são multados e punidos por fazerem piada de música feminista
    Evo Morales deixa o México e viaja para Cuba
    Tags:
    La Paz, embaixada, diplomacia, renúncia, presidente, Argentina, Bolívia, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar