07:25 28 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    8130
    Nos siga no

    Rússia não vai interferir nos assuntos internos da Venezuela, nem por sua própria iniciativa nem em cooperação com os EUA, disse à Sputnik o vice-presidente do Comitê para a Defesa do Conselho da Federação, Franz Klintsevich.

    O senador sublinhou que a ingerência nos assuntos de qualquer país é inaceitável.

    "A Rússia coopera com o presidente legitimamente eleito da Venezuela, cumprindo todos os seus compromissos com o país. O resto não nos diz respeito. A Venezuela determina por ela própria o rumo do seu desenvolvimento e as suas prioridades na política externa", disse o senador.

    "Moscou está pronta para cooperar com os EUA na resolução de múltiplas questões, mas não nesta. Esta [questão] é para nós uma espécie de tabu político", acrescentou Klintsevich.

    Um artigo publicado nesta sexta-feira (6) pela Bloomberg alega que a Administração de Trump está debatendo várias estratégias para derrubar o presidente legitimamente eleito da Venezuela.

    De acordo com uma delas, era possível tentar se aliar com a Rússia para desta maneira persuadir Nicolás Maduro a deixar o poder.

    No início deste mês, um website venezuelano informou que nove congressistas das fileiras de Guaidó foram denunciados por fazer lobby por um empresário ligado à Maduro, reportou a Reuters.

    Mais:

    Trump consultou Michel Temer sobre intervenção na Venezuela, segundo mídia
    Venezuela pede bloqueio de contas bancárias de deputados da oposição acusados de corrupção
    Tags:
    ingerência, assuntos internos, Donald Trump, EUA, Rússia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar