17:05 13 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Nancy Pelosi (foto de arquivo)

    'Não está à altura': líder democrata pede 'intervenção' de Trump pelo bem dos EUA

    © REUTERS / Gary Cameron
    Américas
    URL curta
    320
    Nos siga no

    A presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, disse nesta quinta-feira que o presidente Donald Trump deu início a uma birra durante uma reunião com líderes congressistas democratas no dia anterior e desejou que sua família ou sua equipe conduzissem "uma intervenção" pelo bem do país.

    Em um segundo dia consecutivo de palavras duras sobre Trump pela presidente democrata da Câmara dos Deputados, Pelosi acusou Trump de obstrução da justiça, algo que ela disse ser uma ofensa impugnável.

    "Mais uma vez, rezo pelo presidente dos Estados Unidos. Desejo que sua família, sua administração ou sua equipe tenham uma intervenção para o bem do país", declarou Pelosi a repórteres.

    Na quarta-feira, pouco antes de uma reunião agendada com Trump na Casa Branca para discutir a legislação sobre investimentos em infraestrutura, Pelosi acusou Trump de "encobrir" as investigações relacionadas à intromissão da Rússia nas eleições de 2016 nos EUA.

    Seus comentários incomodaram Trump e o levaram a sair da reunião de infraestrutura depois de apenas três minutos, possivelmente afundando as perspectivas da legislação. Trump disse que é impossível trabalhar em tal legislação desde que os democratas continuem suas investigações "falsas" sobre ele.

    Em sua coletiva de imprensa semanal nesta quinta-feira, Pelosi permaneceu no ataque, repetindo seu argumento do dia anterior de que Trump era incapaz de trabalhar em questões legislativas complexas.

    "Só posso pensar que ele não estava à altura da tarefa de descobrir as escolhas difíceis de como cobrir o custo da […] legislação importante sobre infraestrutura sobre a qual falamos três semanas antes."

    Enquanto ela levantava a questão da obstrução, Pelosi também disse que os democratas da Câmara ainda não estavam preparados para iniciar um processo formal de impeachment contra Trump.

    Embora Trump tenha indicado que não está disposto a se envolver em legislação bipartidária desde que os democratas da Câmara o investigam, Pelosi e o líder democrata do Senado, Chuck Schumer, desafiaram os republicanos no Congresso a deixar o presidente republicano para trás e continuar trabalhando na legislação sem ele, se ele não está disposto a se envolver.

    Os legisladores estão tentando dar os últimos retoques em um projeto de auxílio a desastres há muito adiado.

    Enquanto isso, líderes republicanos e democratas no Congresso querem fazer um acordo de dois anos sobre os níveis de gastos federais e elevar a autoridade de empréstimos do Departamento do Tesouro dos EUA.

    Ambos são necessários para evitar paralisações do governo e um possível padrão de crédito no final deste ano.

    Mais:

    Mídia: senadores criticam Trump por liderar os EUA 'para outra guerra' no Oriente Médio
    Trump diz preferir 'invasões' econômicas
    Trump caracteriza como 'pior dos EUA' prefeito de NY que criticou fortemente Bolsonaro
    Tags:
    russiagate, impeachment, intervenção, política, Casa Branca, Chuck Schumer, Donald Trump, Nancy Pelosi, Rússia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar