12:41 26 Abril 2019
Ouvir Rádio
    O pico do Kremlin e a bandeira russa na Praça Vermelha

    Moscou: declarações de Pompeo sobre 'interferência russa' na Venezuela são inaceitáveis

    © Sputnik / Kirill Kallinikov
    Américas
    URL curta
    9111

    Declarações do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, sobre a Rússia, em particular no contexto dos acontecimentos na Venezuela, são inaceitáveis, informou o Ministério de Relações Exteriores da Rússia à Sputnik nesta segunda-feira.

    Pompeo afirmou em entrevista em 12 de abril à Mega TV que a Rússia "interveio" e "foi contra a liderança do país da Venezuela", declarando ainda que a Rússia está "lá como uma potência hostil", que Juan Guaidó, aquele se proclamou ilegalmente na Venezuela como presidente interino, é "o líder devidamente eleito" e que o presidente Nicolás Maduro é "o ex-líder da Venezuela".

    "Moscou notou que durante o giro por países latino-americanos, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, fez várias declarações inaceitáveis sobre o nosso país, particularmente no contexto de eventos na Venezuela", destacou o ministério russo.

    "Os modos não-diplomáticos do atual chefe de política externa dos EUA duvidam do fato de que ele vê os contatos russo-americanos no nível relevante como uma oportunidade para um diálogo construtivo", acrescentou a pasta.

    O ministério questionou ainda as credenciais de Pompeo como o principal diplomata dos EUA, enfatizando que "um diplomata […] é obrigado a procurar um amplo consenso para resolver os problemas por meio de negociações, em vez de queimar pontes".

    A Rússia apoia Maduro como o único presidente legítimo da Venezuela. O líder venezuelano se referiu a Guaidó como um fantoche dos EUA e o acusou de tentar inaugurar uma invasão dos Estados Unidos, depois que Washington tentou levar à força o que chamou de ajuda humanitária para o país após impor sanções incapacitantes à Venezuela.

    Segundo o relator especial da ONU, Idriss Jazairy, as sanções norte-americanas exacerbaram a crise econômica aguda do país e podem levar à fome e à falta de assistência médica.

    Mais:

    Vice-presidente da Venezuela diz que Brasil, Colômbia e EUA estão tramando contra seu país
    Embaixador venezuelano na ONU: 'Guerra de Trump contra Venezuela está em pleno andamento'
    Mídia revela reunião secreta nos EUA sobre Venezuela e mostra lista de participantes
    Tags:
    russofobia, diplomacia, interferência russa, crise na venezuela, ONU, Ministério de Relações Exteriores da Rússia, Kremlin, Idriss Jazairy, Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Mike Pompeo, Estados Unidos, Venezuela, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar