11:46 04 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    9141
    Nos siga no

    O governo da Venezuela decidiu declarar como persona non grata no país o embaixador alemão Daniel Kriener, em razão de seus repetidos esforços para interferir em assuntos internos da República Bolivariana, segundo afirmou o chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, nesta quarta-feira.

    Uma das principais economias do mundo e considerada uma espécie de líder da União Europeia, a Alemanha gerou forte irritação em Caracas ao seguir a decisão dos Estados Unidos de reconhecer como chefe de Estado legítimo da Venezuela o líder opositor Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino no último 23 de janeiro. 

    ​"O Governo da República Bolivariana da Venezuela torna pública a decisão de declarar persona non grata ao embaixador da República Federal da Alemanha, Daniel Kriener, ante seus atos recorrentes de ingerência nos assuntos internos do país."

    Segundo o comunicado da chancelaria, a Venezuela considera inaceitável que um representante diplomático estrangeiro exerça em seu território um papel público mais típico de um líder político em claro alinhamento com a "agenda conspiratória de setores extremistas da oposição venezuelana".

    "As atividades do senhor Kriener não só contrariam as normas essenciais que regem as relações diplomáticas, mas também contradizem os critérios claros expressos pelo próprio serviço jurídico do parlamento federal alemão, que estabeleceu através de um relatório público que a posição do governo alemão na atual conjuntura política venezuelana constitui um ato de 'ingerência ilícita' em assuntos internos, como também é considerado um ato hostil e inamistoso, que se soma a outras ações de interferência grosseira em assuntos internos da Venezuela."

    Mais:

    Ajuda humanitária dos EUA à Venezuela contém bens vencidos, diz embaixador
    França pede à Alemanha que facilite as regras de exportação de armas
    Washington exige que Alemanha aumente gastos militares porque 'Rússia está à porta'
    Tags:
    diplomacia, União Europeia, Jorge Arreaza, Nicolás Maduro, Juan Guaidó, Daniel Kriener, Berlim, Caracas, Alemanha, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar