00:09 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Américas

    Decidida por margem pequena, eleição na Flórida terá recontagem de votos

    Américas
    URL curta
    1 0 0

    O secretário de Estado da Flórida, Ken Detzner, ordenou neste sábado (10) a recontagem dos votos para governador e senador no estado.

    Detzner emitiu a ordem depois que os resultados não oficiais em ambas as corridas ficaram dentro da margem que, por lei, desencadeia uma recontagem. Seu escritório não tinha conhecimento de nenhuma outra ocasião em que uma disputa por governador ou pelo Senado na Flórida exigisse uma recontagem, muito menos as duas na mesma eleição.

    A nova apuração cria o que pode ser vários dias de tensão política nesse estado profundamente dividido. O presidente Donald Trump twittou sem provas de que as eleições estavam sendo roubadas. Os manifestantes se reuniram em um escritório eleitoral no Condado de Broward, que está rapidamente se tornando um campo de batalha na recontagem. Os manifestantes acenaram com placas, usaram megafones e até provocaram um entregador de comida em determinado momento, perguntando se ele carregava cédulas. 

    Os resultados não oficiais mostram que o ex-deputado republicano Ron DeSantis venceu o prefeito democrata de Tallahassee, Andrew Gillum, por 0,41 ponto percentual na eleição para governador.

    Na disputa pelo Senado, a vantagem do governador republicano Rick Scott sobre o democrata Bill Nelson é de 0,14 ponto percentual.

    Detzner encomendou recontagens de máquinas em ambas as corridas. Uma vez concluídas, se as diferenças nas disputas estiverem em 0,25 ponto percentual ou abaixo, uma recontagem manual será ordenada, disse Sarah Revell, porta-voz do Departamento de Estado.

    Em 2000, a apuração dos votos da eleição presidencial na Flórida demorou 5 semanas.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik