13:17 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Prédio da Suprema Corte dos EUA

    Indicado por Trump, Kavanaugh não terá tradicional cerimônia após posse na Suprema Corte

    © AP Photo / J. David Ake
    Américas
    URL curta
    0 02

    A mais novo juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos, Brett Kavanaugh, não participará da tradicional caminhada pela escadaria do tribunal após sua cerimônia de posse nesta semana. Segundo a porta-voz da Corte, a mudança se deu "devido a preocupações pela segurança" do novo juiz.

    A cerimônia de posse de Kavanaugh está agendada para quinta-feira. Normalmente, o novo juiz, junto com o juiz-chefe, caminham juntos pelos degraus de mármore em frente à Suprema Corte depois da admissão.

    No entanto, de acordo com a porta-voz da corte, Kathy Arberg, uma exceção será feita no caso de Kavanaugh "por cautela devido a preocupações de segurança".

    Em 6 de outubro, o Senado votou por 50 votos a 48 pela admissão do juiz conservador de 53 anos de idade. A posição é vitalícia.

    A votação pôs fim a semanas de debates amargos e protestos depois que pelo menos três mulheres, incluindo a professora de psicologia criminal da Califórnia, Christine Blasey Ford, apresentaram acusações contra o juiz de abuso sexual. Kavanaugh negou as acusações, enquanto o presidente Donald Trump acusou repetidamente os manifestantes de tentar "fazer os senadores parecerem ruins".

    O relatório final da investigação independente levada à cabo pelo Senado dos EUA, porém, apontou não haver indícios o suficiente para corroborar as acusações. Uma das mulheres admitiu posteriormente que mentiu e que nunca conheceu Kavanaugh pessoalmente.

    De acordo com uma recente pesquisa conduzida pela Universidade de Harvard e pelo instituto de pesquisa The Harris Poll, a maioria das mulheres e homens americanos (cerca de 55%) acreditam que os democratas não estavam genuinamente preocupados com as acusações de abuso sexual feitas por Ford, e usaram a denúncia para obter vantagem política.

    Tags:
    Suprema Corte dos EUA, Senado dos EUA, Universidade de Harvard, Kathy Arberg, Christine Blasey Ford, Brett Kavanaugh, Donald Trump, Estados Unidos, Califórnia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik