03:25 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante coletiva de imprensa com seu homólogo russo, Vladimir Putin

    Pompeo reitera que EUA querem melhorar relações com a Rússia

    © REUTERS / Grigory Dukor
    Américas
    URL curta
    1008

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, reafirmou em um telefonema com o chanceler russo Serguei Lavrov que os Estados Unidos ainda querem melhorar seu relacionamento com a Rússia, acrescentando que os dois lados devem manter mais conversas no futuro, ressaltou o Departamento de Estado em um comunicado de imprensa nesta sexta-feira (10).

    "O secretário Michael R. Pompeo falou hoje com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov", disse o comunicado. "O secretário Pompeo reiterou que os Estados Unidos buscam um melhor relacionamento com a Rússia e concordaram com um diálogo futuro".

    Os dois diplomatas também discutiram as novas sanções que serão impostas à Rússia a partir de 22 de agosto sob o Ato de Eliminação Guerra e Armas Químicas e Biológicas, de 1991 em conexão com o ataque do agente nervoso ao ex-espião russo Serguei Skripal e sua filha Yulia Skripal.

    Em 4 de março, os Skripals foram encontrados inconscientes em um banco de um shopping center em Salisbury, na Inglaterra. O Reino Unido e seus aliados acusaram Moscou de orquestrar o ataque, usando o que especialistas britânicos afirmam ser o agente nervoso A234.

    As autoridades russas negaram que tenham produzido o agente nervoso ou que tenham qualquer envolvimento no planejamento ou na execução do ataque no Reino Unido. Os Skripals se recuperaram do ataque e não estão mais no hospital.

    Mais:

    Igreja do século XVIII é destruída durante incêndio na Rússia (VÍDEO, FOTOS)
    Rússia estaria pronta para 'guerra comercial' iniciada pelos EUA?
    Ameaça da Rússia e China? Analista comenta planos dos EUA de instalar armas no espaço
    Sepultura mais antiga que pirâmides do Egito é encontrada na Rússia (FOTO)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik