07:58 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    A bandeira da República Popular da China e as Estrelas e Listras dos Estados Unidos tremulam pela Avenida da Pensilvânia, perto do Capitólio dos EUA, durante a visita de Estado do presidente chinês, Hu Jintao em 18 de janeiro de 2011 (foto de arquivo).

    China adverte que tarifas dos EUA afetarão cadeias de fornecimento globais

    © REUTERS / Hyungwon Kang
    Américas
    URL curta
    461

    O Ministério do Comércio da China declarou nesta quinta-feira (5) que as tarifas dos EUA afetarão as cadeias globais de fornecimento, incluindo empresas estrangeiras no país asiático.

    Pequim reiterou, entretanto, que não quer participar de uma guerra comercial desencadeada por Washington.

    Além disso, a agência alfandegária chinesa disse em um comunicado publicado em seu site que as tarifas sobre produtos norte-americanos entrarão em vigor imediatamente após as tarifas norte-americanas começarem a operar.

    O presidente norte-americano, Donald Trump, decidiu introduzir em 6 de julho tarifas aduaneiras de US$ 34 bilhões (R$ 132 bilhões) sobre os produtos provenientes da China.

    Em resposta, Pequim já havia afirmado anteriormente que iria tomar medidas de retaliação contra produtos agrícolas e automóveis importados dos EUA.

    Mais:

    China está pronta a aumentar frota de porta-aviões se igualando aos EUA, diz mídia
    China vai introduzir tarifas de US$ 34 bilhões sobre produtos dos EUA
    China encerra questão do mar do Sul da China com EUA
    China 'põe dedo na ferida' fazendo parcerias com Europa contra protecionismo dos EUA
    China pede colaboração, mas faz alerta os EUA: não cederemos 1 centímetro da nossa terra
    Tags:
    guerra comercial, empresas, tarifas, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik