02:14 20 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Um caixa recebe notas venezuelanas de bolívar em um mercado no centro de Caracas, Venezuela (arquivo)

    Operação contra máfia do câmbio resulta em quase 90 detidos na Venezuela

    © REUTERS / Ueslei Marcelino
    Américas
    URL curta
    450

    As autoridades da Venezuela prenderam 86 pessoas e congelaram cerca de 4 milhões de dólares em contas bancárias em uma operação contra redes suspeitas de manipularem as taxas de câmbio da moeda local, conforme informou a AFP nesta terça-feira.

    Em discurso transmitido pelos meios de comunicação do país, o presidente Nicolás Maduro descreveu a operação como a maior e mais forte já realizada na Venezuela. Entre os detidos estariam, de acordo com o vice-presidente, Tareck El Aissami, haveria cidadãos colombianos e também de outras nacionalidades.

    Ao todo, mais de 1.130 contas foram bloqueadas pela polícia, atingindo cerca de 20 bancos. 

    Os suspeitos, segundo a AFP, seriam responsáveis por sites nos quais a avaliação do bolívar chegaria a 12 vezes a taxa oficial. O governo os acusa de estarem por trás da desvalorização da moeda e da hiperinflação que atinge os venezuelanos. 

    O governo da Venezuela introduziu seu monopólio monetário em 2003, quando também impôs taxas de câmbio estritas no país, onde a inflação deve chegar a 13.000 por cento neste ano, segundo o FMI.

    Mais:

    15 países latino-americanos exigem que Venezuela realize 'eleições livres'
    Temer diz que é 'incogitável' fechar fronteira com a Venezuela
    ‘Discussões sobre a Venezuela enfraquecem pauta da Cúpula das Américas’, diz especialista
    Tags:
    câmbio, bolívares, moeda, Tareck El Aissami, Nicolás Maduro, Caracas, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar