23:59 18 Junho 2018
Ouvir Rádio
    O navio de combate litoral USS Fort Worth (LCS 3)

    Pentágono atribui uma dinheirada para construir novo navio de combate litoral

    © AFP 2018 / Antonio P.Turretto
    Américas
    URL curta
    2044

    O Pentágono anunciou na sexta-feira (23) ter atribuído mais de meio bilhão de dólares destinados à construção de um novo navio de combate litoral para as Forças Armadas dos EUA.

    Navios militares dos EUA, USS Bonhomme Richard (primeiro de baixo), e USS Boxer (segundo de cima),  participam de exercícios navais com grupo de pronta-resposta da Unidade Anfíbia da Coreia do Sul, em Ssang Yong, 8 de março de 2016
    © REUTERS / U.S. Marine Corps/Cpl. Darien J. Bjornda
    A construtora de navios Austal USS receberá mais de 584 milhões de dólares (R$ 1952 bilhões) para construir novo navio de combate litoral (LCS, Littoral Combat Ship, sigla em inglês), afirmou o Departamento de Defesa norte-americano em seu comunicado.

    Os navios de guerra do tipo LCS têm duas variantes: a classe Independence (Independência) e a classe Freedom (Liberdade).

    A companhia Austal USA produz navios LCS da classe Independence que têm um convés e hangar maiores do que as embarcações da classe Freedom.

    O maior sistema de radar do mundo baseado no mar SBX (Sea-Based X-Band Radar-1) dos EUA
    © AP Photo / US Navy - Ryan C. McGinley
    As duas variantes estão projetadas antecipando as ameaças crescentes de minas costeiras, submarinos diesel, piratas e lanchas de ataque pequenas e rápidas do tipo utilizado pelos iranianos, segundo os relatórios publicados.

    Espera-se que os navios de guerra funcionem como nós de comunicação, assegurando a circulação de dados entre aviões, navios, submarinos e unidades de combate em terra.

    Mais:

    O destino macabro dos sete marinheiros falecidos no USS Fitzgerald
    Incidente com destróier USS Fitzgerald: capacidade para uma guerra real é duvidosa
    Tags:
    gastos, contrato, navio de guerra, Pentágono, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik