17:46 06 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1039
    Nos siga no

    O canal Fox News acusou Rússia de promover a ideia de criar um canal secreto de comunicação com os EUA. O especialista em assuntos norte-americanos, Vladimir Vasiliev, opinou para o serviço russo da Rádio Sputnik que esta acusação faz parte do escândalo que vem tomando força nos EUA.

    O canal de TV Fox News revelou novos detalhes da conversa do genro do presidente norte-americano, Jared Kushner, com o embaixador da Rússia nos EUA, Sergei Kislyak. O canal afirma que foi o diplomata russo quem incentivou a criação de um canal secreto de comunicação entre Estados Unidos e Rússia, não Kushner.

    De acordo com a fonte do canal, Síria foi o tema principal do encontro entre Kislyak e Kushner na Trump Tower. Durante o encontro, supostamente "foram os russos, não Kurshner, que propuseram a ideia de usar uma linha de ligação secreta" entre a administração de Trump e a Rússia, diz o canal, citando a fonte. Dados indicam que a ideia de um canal de transmissão de informação secreta nunca foi discutida, acrescentando que, nas conversações, discutiram somente assuntos ligados à Síria.

    Além disso, a fonte informou que o tema do encontro teria sido a "opinião da Rússia que a política da administração [do ex-presidente dos EUA Barack] Obama em relação à Síria deu errado".

    O pesquisador sênior do Instituto de Pesquisas dos EUA e do Canadá, Vladimir Vasiliev, acredita que tudo isso leva para o crescimento de um escândalo nos EUA.

    "Nos EUA, vem ganhando força uma série de escândalos, relacionados à alegada intervenção da Rússia nas eleições presidenciais e possíveis contatos da equipe de Trump com a parte russa. Agora o caso está sendo investigado pelo procurador especial, o que provocou pânico entre os apoiadores de Trump, porque será inevitável a pergunta: Kushner agiu por seus interesses próprios ou Trump sabia de suas conversações com Kislyak. Mas, em teoria, é pouco provável que Kushner tenha agido sem avisar a Trump. Nestas condições, caso seja provado que Trump estava a par das supostas ligações de seu genro com a Rússia, isso poderia servir como motivo para impeachment. Em outras palavras, por enquanto a situação dependerá de tais afirmações e contra firmações e tal situação permanecerá no futuro, pois tal lógica leva ao escândalo", disse Vladimir Vasiliev em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.

    Anteriormente, a revista Washington Post, citando dados da inteligência dos EUA que foram revelados por funcionários públicos, disse que o genro de Trump no fim de 2016 propôs utilizar um canal secreto de comunicação entre Moscou e Washington.

    Ao comentar a situação, o advogado de Kushner disse que seu cliente pode e está pronto para responder, se necessário, às perguntas da FBI e do Congresso sobre seu papel na campanha eleitoral de Trump no âmbito do caso sobre as alegadas ligações com a Rússia.

    Mais:

    Especialista indica recente viagem de Trump como sinal de tentar impor nova ordem mundial
    Trump promete criar equipe para combater vazamento de informações da Casa Branca
    Tags:
    informações secretas, comunicação, Inteligência Nacional dos EUA, Jared Kushner, Vladimir Vasiliev, Sergei Kislyak, Donald Trump, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar