19:40 23 Julho 2017
Ouvir Rádio
    16 de fevereiro, 2017. O presidente dos EUA Donald Trump fala com a imprensa

    Opinião: mídia dos EUA ficou menos rigorosa com Trump após ataque contra base síria

    © AFP 2017/ Nicholas Kamm
    Américas
    URL curta
    Ataque norte-americano contra base aérea síria (82)
    0 26701

    Presidente dos EUA, Donald Trump, decidiu atacar a base síria Shayrat para demonstrar força, e conseguiu o que queria, até porque, depois do ataque à República Árabe da Síria, o tom da mídia norte-americana com relação a Trump foi abrandado, disse à Sputnik o historiador Peter Kuznik.

    "Ao decidir atacar a base síria Shayrat, Trump simplesmente queria demonstrar força", disse o professor de História da Universidade Americana em Washington e diretor do Instituto de estudos nucleares, Peter Kuznik, em entrevista à Sputnik.

    "Antes disso, a mídia norte-americana discutia o dia inteiro como Trump era mal e como ele era corrupto. Mas assim que ele ordenou lançar um ataque contra Síria, ele se tornou rapidamente um verdadeiro presidente para os americanos", sublinhou Kuznik.

    Na noite de quinta para sexta (6 e 7 de abril), os Estados Unidos lançaram, sem mandato do governo sírio ou da ONU, 59 mísseis de cruzeiro Tomahawk contra a base aérea de Shayrat, de onde, segundo os oficiais americanos, em 4 de abril teria sido efetuado um ataque químico contra a população civil, alegadamente por parte das forças de Bashar Assad.

    Twitter

    Siga Sputnik Brasil no Twitter e fique por dentro das notícias mundiais do momento.

    Tema:
    Ataque norte-americano contra base aérea síria (82)

    Mais:

    Chomsky: 'A ideologia de Trump é autoritária e perigosa'
    Demissão do chefe do FBI pode virar um pesadelo para Trump
    Tags:
    ataque aéreo, ataque químico, mídia, Donald Trump, Shayrat, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik