08:03 21 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Trump assina primeiros decretos como presidente dos EUA, no Salão Oval, em 20 de janeiro de 2017

    Mídia: Uma 'guerra civil' está acontecendo no coração da Casa Branca

    © REUTERS / JONATHAN ERNST
    Américas
    URL curta
    7192

    Segundo o periódico britânico Financial Times, a equipe econômica de Donald Trump tem travado uma verdadeira batalha no Salão Oval, dividindo-se basicamente entre dois grupos: os funcionários vindos de Wall Street, alinhados ao liberalismo e os conselheiros políticos do presidente republicano, de tendência protecionista.

    A mais recente "reunião ardente", nas palavras do jornal, aconteceu depois do protecionista e diretor do Conselho Nacional de Comércio, Peter Navarro, ter irritado a Alemanha ao afirmar que Berlim explora um euro desvalorizado. Ele também pediu uma reunião com representantes de Angela Merkel para discutir o déficit fiscal americano com a maior potência europeia.

    Navarro foi apoiado pelo estrategista-chefe do governo, Steve Bannon. Do lado liberal estava o diretor do Conselho Econômico Nacional e ex-CEO do banco Goldman Sachs, Gary Cohn (responsável por renegociar o Nafta). Fontes associadas ao debate disseram ao FT que Cohn sugeriu a transferência de Navarro para fora da Casa Branca e do Departamento do Comércio.

    Ainda de acordo com informações do jornal, Trump tomou partido dos protecionistas, embora tenha reduzido o prestígio de Navarro no alto escalão de seu gabinete.

    Tags:
    Euro, Conselho Nacional de Comércio, Conselho Econômico Nacional dos EUA, Goldman Sachs, Casa Branca, Financial Times, Steve Bannon, Peter Navarro, Gary Cohn, Donald Trump, Angela Merkel, Wall Street, Estados Unidos, Berlim, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar