09:24 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    A Chinese customer sets up her new iPhone 7 during the opening sale launch at an Apple store in Shanghai

    Estouro de vendas: iPhone 7 entra em combustão espontânea e internet vai à loucura (VÍDEO)

    © AFP 2019 / JOHANNES EISELE
    Américas
    URL curta
    530
    Nos siga no

    A Apple lançou uma investigação depois de um vídeo mostrar um iPhone 7 Plus soltar fumaça e derreter sozinho. As imagens foram publicadas online e rapidamente se tornaram um viral.

    ​"Cara, que porr*! Você tá de sacanagem?" diz a internauta Brianna Olivas, de 18 anos, de Tucson, no Arizona, que postou o vídeo no qual é possível ver fumaça saindo do aparelho.

    O vídeo tem mais de um milhão de visualizações e quase 30.000 retweets no Twitter. Olivas afirma ter comprado seu telefone terça-feira, mas ele não ligou. Ela levou para uma loja da Apple, onde os funcionários testaram o telefone e restauraram sua funcionalidade.

    "Na manhã seguinte, eu estava dormindo com meu telefone carregando ao lado da minha cabeça e meu namorado o colocou na cômoda", disse ela ao Mashable. "Ele foi para o banheiro… e pelo canto do olho ele viu meu telefone fumegando e [ouviu] um barulho estridente. Quando ele conferiu aparelho, o iPhone já estava pegando fogo. Meu namorado rapidamente agarrou o aparelho e jogou-o no banheiro… assim que ele jogou no banheiro, ele explodiu e mais fumaça começou a sair de o telefone".

    Olivas deu o telefone destruído à Apple e a empresa colocou um time de engenheiros que tentam entender o que provocou o incêndio. A causa mais comum para superaquecimento de iPhones, usualmente, é o uso de produtos piratas para carregar a bateria ao invés de um cabo autêntico da Apple. No entanto, a internauta afirma que estava usando o carregador que foi vendido com seu telefone.

    ​A outra causa provável seria um erro de fábrica, mas o telefone passou os testes de diagnóstico da loja da Apple sem problemas relatados.

    Em 2016, a Samsung passou por um calvário semelhante com o Galaxy Note 7. Baterias de lítio-íon com defeito causaram curto-circuitos ocasionais e até mesmo incêndios. A Samsung trocou os telefones e acabou com o modelo quando as correções no hardware falharam. A falha do produto resultou em US$ 10 bilhões em perdas para o gigante da tecnologia, algo que a Apple gostaria de evitar.

    O dano já começou, no entanto. As ações da Apple caíram de US$ 137,37 para US $ 135,48 após o vídeo foi viral, um declínio de 1,4%.

    A Apple diz que eles esperam saber mais em breve. "Estamos em contato com o cliente e analisando [o aparelho]", disseram em um comunicado.

    Em geral, iPhones raramente pegar fogo. O último incidente conhecido foi em outubro de 2016, quando um iPhone 7 pegou fogo na Austrália, destruindo o carro do proprietário no processo. A Apple não divulgou uma explicação oficial sobre por que o telefone explodiu.

    "Tudo isso tem me causado uma ansiedade muito ruim", disse Olivas ao Gizmodo. "Não é grave, mas minha ansiedade nunca foi tão ruim, minha mãe está envolvida e agora ela está apenas preocupada em me fazer sentir melhor".

    Mais:

    Chefes da Apple, Twitter, Uber e Netflix declaram 'guerra' à Casa Branca
    EUA adverte UE contra 'medidas unilaterais' em caso bilionário da Apple na Irlanda
    Tags:
    Samsung Galaxy Note 7, iPhone, Mashable, Gizmodo, Apple, Brianna Olivas, Tucson, Arizona, Estados Unidos, Austrália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar