05:54 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Caminhão com inscrição Wikileaks em frente à Casa Branca, em Washington DC, Estados Unidos

    Wikileaks: Flynn renunciou por pressão dos serviços secretos, dos democratas e da imprensa

    © flickr.com/ Wikileaks Mobile Informat
    Américas
    URL curta
    0 35
    Nos siga no

    A renúncia do Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Michael Flynn, foi provocada por uma campanha dos serviços secretos dos Estados Unidos, do Partido Democrata e da imprensa, afirmou nesta terça-feira o Wikileaks, em sua conta oficial no Twitter.

    "O Conselheiro de Trump para Segurança Nacional, Michael Flynn, renuncia, após uma campanha de desestabilização dos espiões dos EUA, dos democratas e da imprensa", dispara o tweet.

    ​Nesta terça-feira foi anunciada a renúncia de Flynn. Na carta de renúncia, o ex-conselheiro de Trump reconheceu o fato de ter apresentado informações incompletas sobre os seus contatos com o embaixador da Rússia em Washington, Sergei Kislyak, à Casa Branca. 

    O militar foi acusado por veículos de imprensa dos EUA de ter se reunido com o embaixador russo, Sergei Kislyak, antes mesmo de ter assumido o cargo, para discutir o fim das sanções contra a Rússia.

    Segundo a Associated Press, que cita fontes na administração norte-americana, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, discutiu o tema pessoalmente com Flynn na sexta-feira. Segundo ele, Flynn afirmou não se lembrar se o assunto da conversação foram as sanções, mas não excluiu a possibilidade disso. Mais tarde, a emissora Fox News, citando uma fonte, informou que Flynn pediu desculpas ao vice-presidente, por ter suscitado dúvidas, mas assegurou não ter discutido sanções com o embaixador da Rússia.

    Nesta segunda-feira, uma reportagem do The Washington Post afirmou que a ex-procuradora-geral, Sally Yates, teria advertido a Casa Branca de que o Conselheiro do presidente para Segurança Nacional, Michael Flynn, pode ser um alvo de "chantagem por parte da Rússia".

    Mais:

    O que pode estar por trás da demissão do conselheiro de Segurança Michael Flynn?
    Trump pode demitir Conselheiro de Segurança Nacional após encontro com embaixador russo
    Casa Branca: Conselheiro de Segurança não recebeu dinheiro do governo russo
    Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA recebeu dinheiro do governo russo?
    Tags:
    WikiLeaks, Casa Branca, Mike Pence, Michael Flynn, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar