15:46 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Placa da Construtora Odebrecht na Vila Olímpica e Paralímpica no Rio de Janeiro

    Ex-vice-ministro dos Transportes da Colômbia é preso por envolvimento com Odebrecht

    YASUYOSHI CHIBA / AFP
    Américas
    URL curta
    221

    Gabriel García teria recebido suborno da construtora brasileira para facilitar participação em licitações do país em 2009.

    Acusado de receber propinas para cortar a concorrência e facilitar a participação da Odebrecht em uma obra de 2009, o ex-vice-ministro dos Transportes colombiano Gabriel García foi preso hoje por autoridades do país.

    O inquérito dá conta que García recebeu US$ 6,5 milhões para tornar a construtora, a única concorrente da licitação de um projeto rodoviário. À época, ele ocupava o cargo na gestão do presidente Álvaro Uribe. O pagamento teria acontecido por meio de empresas offshore em paraísos fiscais e foi depositado pelo Departamento de Operações Estruturadas da Odebrecht.

    O procurador-geral da Colômbia, Néstor Martínez, coordena o caso e anunciou a prisão hoje (13) pela manhã. Trata-se da primeira por envolvimento no esquema de corrupção da empreiteira brasileira e os procuradores colombianos dizem que pode haver mais envolvidos no atual mandato de Juan Manuel Santos envolvidas.

    Em comunicado, o ex-presidente Álvaro Uribe afirmou que apoia as investigações. "Não é certo que pessoas como Gabriel García recebam subornos", disse Uribe, acrescentando que seu governo foi enganado.

    Mais:

    Chefe da Inteligência argentina é investigado em caso relacionado à Odebrecht
    Peru proíbe participação da Odebrecht em novas licitações
    Peru e Brasil assinam acordo de cooperação em investigação sobre Odebrecht
    Tags:
    Departamento de Operações Estruturadas da Odebrecht, Odebrecht, Gabriel García, Néstor Humberto Martínez, Álvaro Uribe, Juan Manuel Santos, Brasil, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik