23:09 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Passporte russo

    Ex-assessor do Tesouro dos EUA pede passaporte russo a Putin

    © Fotolia/ gena96
    Américas
    URL curta
    5117980

    O ex-assessor para a política econômica do secretário do Tesouro norte-americano durante o mandato de Ronald Reagan, Paul Craig Roberts, respondeu ironicamente às acusações do The Washington Post com uma carta ao presidente russo Vladimir Putin em que pede a cidadania russa.

    "Agora que o agente da CIA Craig Timberg, conhecido como repórter do Washington Post, me revelou e expôs como um agente russo, eu queria saber se poderia pedir um passaporte russo e imunidade diplomática, talvez como assessor do adido de imprensa da embaixada russa em Washington, até que eu possa sair do país. Eu vi que o senhor deu um passaporte para Steven Seagal, por isso espero que ser um agente russo seja tão importante como ensinar artes marciais para os russos", escreveu ele.

    Anteriormente, o jornal The Washington Post publicou um artigo denominado "Esforços da propaganda russa ajudaram a espalhar 'notícias falsas' durante a eleição". Na matéria, o jornalista Craig Timberg chamou uma série de edições independentes norte-americanas com orientação de esquerda de "fontes da desinformação russa". Muitas dessas edições publicavam artigos de Paul Craig Roberts.

    O economista espera que o presidente russo lhe apresente um editor para publicar suas memórias intituladas "Minha Vida como Fantoche de Putin".

    "Precisamos entrar em contato o mais breve possível: o FBI, enviado pelo Washington Post, está atrás de mim. Eles vão ficar muito zangados comigo por enganá-los todos aqueles anos em que eu guardava sigilo, enquanto eu era um agente russo. Agora a qualquer dia o Washington Post poderá descobrir que meu colega – o agente do KGB Ronald Reagan – e eu cortámos os impostos para os ricos a fim de tornar o capitalismo tão opressivo que o povo norte-americano iria se revoltar e o derrubar. Nós enganámos a esquerda!", escreve Roberts.

    Segundo o ex-assessor, a sua crítica da política seguida por Washington de escalar a tensão com Moscou não é uma cobertura de espião. A postura dele reflete seu desejo sincero de evitar um conflito entre as duas potências nucleares.

    "Esta é uma posição suspeita nos EUA, mas espero que seja aceitável na Rússia", conclui Paul Craig Roberts.

    Mais:

    Amigo de Assange: Rússia nunca forneceu materiais ao WikiLeaks
    'Agências russas de notícias furaram bloqueio internacional'
    Famosa atriz italiana prepara documentos para se tornar cidadã da Rússia
    Tags:
    cidadania russa, Washington Post, Vladimir Putin, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik