01:11 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    21141
    Nos siga no

    Em meio a uma profunda crise econômica e política, a Venezuela assumiu neste sábado (17) a presidência do Movimento de Países Não Alinhados (NOAL, na sigla em inglês) por um período de três anos, durante uma cúpula celebrada na ilha de Margarida, no Caribe, com a participação de 12 líderes estrangeiros.

    Ao início da reunião, o presidente iraniano, Hasan Rohani, entregou a Nicolás Maduro a presidência temporária do bloco, que, criado há mais 50 anos, tenta se reiventar após o fim da Guerra Fria.

    “Espero que com o esforço e o compromisso das autoridades da Venezuela nesta grande responsabilidade, sejamos testemunhas do fortalecimento do Movimento”, disse Rohani em seu discurso.

    Os 120 chamados países Não Alinhados representam dois terços dos membros da ONU e abrigam 55% da população mundial. 

    Nesta XVII Cúpula dos NOAL, participam delegados de todos os países-membros, embora a a reunião conte com a presença de poucos mandatários: os presidentes do Irã, do Zimbábue, de Cuba, do Equador, da Bolívia, de El Salvador e da Autoridade Palestina, além de alguns primeiros-ministros.

    Mais:

    Venezuela: oposição sai às ruas de Caracas e pede referendo contra Maduro
    Deputado do Parlasul denuncia complô para afastar de vez a Venezuela do Mercosul
    Venezuela é impedida de assumir a presidência do Mercosul
    Tags:
    crise, presidência, NOAL, Movimento dos Países Não Alinhados, Hassan Rohani, Nicolas Maduro, Irã, Caribe, Margarida, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar