- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Lituânia aumentará despesas em Defesa para acolher mais tropas da OTAN, diz presidente

© AFP 2022 / Petras MalukasO presidente da Lituânia, Gitanas Nauseda, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, visitam o aterro Silvestras Zukauskas em Pabrade, Lituânia, em 7 de junho de 2022
O presidente da Lituânia, Gitanas Nauseda, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, visitam o aterro Silvestras Zukauskas em Pabrade, Lituânia, em 7 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 23.06.2022
Nos siga noTelegram
Governo lituano pretende fazer grande investimento no setor da Defesa para, em 2027, sediar brigada alemã com 3.000 soldados. Já a Estônia disse esperar que a OTAN designe unidades adicionais para sua segurança, mas elas não seriam baseadas em seu solo, segundo premiê estoniano.
A Lituânia deve aumentar os gastos com Defesa para 3% do PIB para poder receber um número muito maior de tropas da OTAN, disse o presidente, Gitanas Nauseda, segundo a Reuters.
A Alemanha agora comanda um destacamento da OTAN de cerca de 1.700 soldados em Vilnius, que foi reforçado logo após o começo da operação russa em fevereiro.
Antes da cúpula da Aliança Atlântica na próxima semana em Madri, Berlim concordou em alocar uma brigada pronta para o combate com cerca de 3.000 soldados que poderiam ser mobilizados rapidamente para defender a Lituânia, se necessário.
Nesta foto fornecida pelo Ministério da Defesa Nacional da Lituânia, soldados noruegueses do batalhão de presença avançada da OTAN posam em um avião militar ao chegarem a um aeroporto em Kaunas, Lituânia, domingo, 27 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 07.06.2022
Panorama internacional
Em visita à Lituânia, Scholz anuncia reforço militar alemão no país para criar 'brigada robusta'
Com o tempo, poderá ser estacionado na república báltica, disseram Nauseda e o chanceler alemão, Olaf Scholz, em 7 de junho, de acordo com a mídia.
Nauseda também afirmou à Reuters na quarta-feira (22) que espera que seu país possa sediar a brigada até 2027, mas apenas se gastar centenas de milhões para desenvolver instalações militares para abrigá-la.

"Em termos de infraestrutura, não estamos prontos para implantar uma unidade do tamanho de uma brigada na Lituânia porque não há infraestrutura de acomodação aqui. Espero que até 2027 estejamos prontos [...] estamos falando de centenas de milhões de euros para esse efeito. E esta é também uma grande quantia de dinheiro que me permite falar da necessidade de atingir 3% das despesas de Defesa nos próximos anos", declarou.

A Estônia, outra república báltica, espera que a cúpula da OTAN designe unidades adicionais para sua defesa, mas elas não seriam baseadas em seu solo, disse o primeiro-ministro, Kaja Kallas, à mídia.
"Temos algumas moradias [para tropas], mas é claro que temos que investir mais. E é por isso que, considerando nosso tamanho, acho que a solução é que algumas tropas fiquem estacionadas em outro lugar", afirmou.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала