Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Conflito entre Rússia e Ucrânia resultou na derrota da OTAN na Europa, diz mídia chinesa

© Sputnik / Aleksei Vitvitsky / Abrir o banco de imagensSecretário Geral da OTAN Jens Stoltenberg responde às perguntas dos jornalistas após reunião do Conselho OTAN-Rússia em Bruxelas
Secretário Geral da OTAN Jens Stoltenberg responde às perguntas dos jornalistas após reunião do Conselho OTAN-Rússia em Bruxelas  - Sputnik Brasil, 1920, 20.06.2022
Nos siga noTelegram
As hostilidades renovadas na Europa afinal se tornaram uma derrota da OTAN, uma vez que o objetivo do estabelecimento da segurança regional é a paz, e não o desejo de vencer um confronto de blocos, escreve o colunista da edição chinesa Global Times, Cui Hongjian.
Segundo o autor do artigo, a OTAN quer se aproveitar do conflito entre a Rússia e a Ucrânia para globalizar a aliança.
"O bloco tenta se tornar uma ferramenta confiável para exportar os valores ocidentais e os conceitos de segurança. Portanto, os países asiáticos não pretendem ouvir as instruções de quem sempre perde", salienta-se na publicação.
No artigo ainda é sublinhado que a aliança está insatisfeita com as suas dimensões atuais.
Hillary Clinton, ex-candidata do Partido Democrata à presidência dos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 18.06.2022
Panorama internacional
Se Trump tivesse sido reeleito presidente, EUA teriam saído da OTAN, opina Hillary Clinton
"Os países ocidentais estão tentando impor a sua percepção unilateral do conflito na Ucrânia, para reviver o seguinte clichê: 'Um país forte deve manter hegemonia, e é preciso defender a democracia.' A retórica antirrussa é usada para aterrorizar os países da região da Ásia-Pacífico, gerando uma demanda por 'uma segurança coletiva no estilo da OTAN'", concluiu o colunista.
As autoridades russas têm destacado inúmeras vezes que o objetivo da existência da OTAN é o confronto e que a expansão futura da aliança não trará mais segurança à Europa. Moscou enfatiza: bombeando a Ucrânia com armas, os países ocidentais só fazem com que o conflito se prolongue, e o transporte de armas se torne um alvo legítimo para as tropas russas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала