Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Desenterram no México sepultamentos de antigas sociedades extintas (FOTOS)

© AFP 2022 / PEDRO PARDOHomem vestindo traje maia passa na frente da pirâmide Kukulcan, no parque arqueológico Chichen Itzá, em 20 de dezembro de 2012
Homem vestindo traje maia passa na frente da pirâmide Kukulcan, no parque arqueológico Chichen Itzá, em 20 de dezembro de 2012 - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022
Nos siga noTelegram
Durante trabalhos realizados no sítio arqueológico El Conchalito, localizado no estado mexicano da Baixa Califórnia do Sul, foram descobertos quatro enterros humanos, aparentemente pertencentes aos povos guaycuras e pericúes.
Estas sociedades de caçadores-coletores, já extintas, habitavam na área há milhares de anos.
O Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) informou nesta terça-feira (14) que duas das quatro sepulturas descobertas durante as escavações, conduzidas entre janeiro e maio deste ano, encontram-se muito fragmentadas e deterioradas.
De acordo com os pesquisadores, o chamado "Enterro 1" é o melhor preservado e tem fornecido informações até agora desconhecidas sobre estas antigas sociedades.
O INAH coordenou o registro e a recuperação de vestígios culturais no sítio arqueológico El Conchalito, durante a construção de um complexo residencial em La Paz.
Eles observam que o esqueleto "está completo em 95% e foi determinado que corresponde a uma pessoa do sexo feminino, cuja idade no momento da morte era entre 21 e 25 anos".
Especialistas apontam que, entre os objetos descobertos, destacam-se ferramentas de pedra de corte e polimento, restos de fauna marinha, terrestre e de aves, diversas espécies de bivalves, elementos que fornecem informações sobre as suas atividades funerárias, de pesca e caça, de fabrico de ferramentas, coleta de moluscos e consumo de alimentos.
Os pesquisadores explicam que o referido sítio arqueológico possui um valor arqueológico excepcional já que foi usado pelos guaycuras e pericúes como assentamento habitacional ao longo de duas grandes épocas: a primeira entre 2.300 e 1.200 a.C. e a segunda entre 1.200 a.C. e 1.700 d.C.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала