Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA afirmam que não apoiam independência de Taiwan em página web sobre o território

© AP Photo / Escritório presidencial de TaiwanSenadores e altos responsáveis dos EUA e taiwaneses, incluindo Tsai Ing-wen, presidente de Taiwan, no Escritório Presidencial taiwanês em Taipé, Taiwan, 15 de abril de 2022
Senadores e altos responsáveis dos EUA e taiwaneses, incluindo Tsai Ing-wen, presidente de Taiwan, no Escritório Presidencial taiwanês em Taipé, Taiwan, 15 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.06.2022
Nos siga noTelegram
Após mudar o posicionamento sobre Taiwan a favor de um território mais independente, o Departamento de Estado dos EUA alterou novamente como vê oficialmente o status de Taipé.
O governo dos EUA voltou a atualizar o texto sobre as relações que tem com Taiwan, voltando a sublinhar que Washington não apoia a independência da ilha autogovernada.
"A abordagem dos Estados Unidos em relação a Taiwan tem permanecido consistente ao longo das décadas e administrações. Os Estados Unidos têm uma política de longa data em relação à China, que é guiada pela Lei das Relações com Taiwan, os três Comunicados Conjuntos EUA-China e as Seis Garantias", indica a seção "Relações EUA-Taiwan" no artigo "Relações dos EUA com Taiwan".
"Nos opomos a quaisquer mudanças unilaterais no status quo de qualquer lado; não apoiamos a independência de Taiwan; e esperamos que as relações dos dois lados do estreito [de Taiwan] sejam resolvidas por meios pacíficos", continuou a Folha de Dados do Departamento de Estado norte-americano.
Em 5 de maio o Departamento de Estado dos EUA alterou suas páginas web relativamente a Taipé e o perfil do território autogovernado. A parte das "robustas relações não oficiais" foi então deslocada para essa última página, que também deixou de dizer que "não apoiamos a independência de Taiwan", apesar de manter lá a declaração de que Washington "reconhece a posição chinesa de que existe apenas uma China e Taiwan é parte da China".
Prédio do Departamento de Estado em Washington, EUA, 22 de julho de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 10.05.2022
Panorama internacional
Departamento de Estado dos EUA remove referências a Uma Só China de seu portal
A República Popular da China (RPC) tem instado Washington a apoiar a posição de indivisibilidade do território chinês, apesar de os EUA na prática manterem relações com Taipé através do Lei das Relações com Taiwan de 1979, adotada no mesmo ano em que o governo americano passou a reconhecer Pequim como única representante da China. Desde a administração de Donald Trump (2017-2021) que os EUA têm aumentado os laços com o território autogovernado.
Já Pequim nunca reconheceu a independência de Taiwan, declarando que a ilha é uma província renegada que um dia vai se reunificar com toda a China. Os EUA têm enviado apoio militar a Taipé em resposta ao que afirmam ser planos para invadir a ilha.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала