Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Visando alerta político à ilha e aos EUA, China efetua maior incursão aérea contra Taiwan em 4 meses

© AP Photo / Ng Han GuanCaça furtivo J-20 do Exército de Libertação Popular (ELP) da China, em 28 de setembro de 2021
Caça furtivo J-20 do Exército de Libertação Popular (ELP) da China, em 28 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 30.05.2022
Nos siga noTelegram
Ação militar chinesa contou com 22 caças, aparelhos de defesa antissubmarino, alerta antecipado e guerra eletrônica. Em uma das respostas, Taipé implantou sistemas de mísseis para monitoração.
Nesta segunda-feira (30), Taiwan relatou que a China realizou a maior incursão desde janeiro da Força Aérea chinesa em sua zona de defesa aérea, com o Ministério da Defesa da ilha dizendo que os combatentes taiwaneses se esforçaram para alertar 30 aeronaves, segundo a Reuters.
De acordo com a pasta, dos 30 aviões, 22 eram de caça e o restante composto por aparelhos de defesa antissubmarino, alerta antecipado e guerra eletrônica. Os voos ocorreram em uma área a nordeste das ilhas Pratas, que são controladas pelo governo taiwanês.
Como resposta, Taipé enviou aviões de combate para alertar os aviões chineses, enquanto sistemas de mísseis foram implantados para monitorá-los. Essa foi a maior incursão desde que Taiwan relatou 39 aeronaves chinesas em sua zona de defesa aérea em 23 de janeiro.
Forças especiais da Marinha do Exército de Libertação Popular (ELP) da China - Sputnik Brasil, 1920, 25.05.2022
Panorama internacional
Exército chinês adverte EUA com exercícios de prontidão de combate perto da costa de Taiwan
Na semana passada, os militares chineses realizaram um exercício em torno da ilha como um "alerta solene" contra seu "conluio" com os Estados Unidos, principalmente depois que o presidente norte-americano, Joe Biden, irritou Pequim ao dizer que Washington se envolveria militarmente se a China atacasse a ilha, conforme noticiado.
Segundo a mídia, nas incursões de hoje (30), nenhum tiro foi disparado.
Bandeiras dos EUA e da China - Sputnik Brasil, 1920, 23.05.2022
Panorama internacional
China pede para que Biden 'pense 2 vezes' antes de falar sobre situação de Taiwan
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала