Reino Unido fecha acordo de US$ 334 milhões com EUA para atualizar mísseis Tomahawk em submarinos

© Foto / Public domain / IS1 Kenneth Moll, USS Cape St. GeorgeLançamento de míssil de cruzeiro Tomahawk do navio USS Cape St. George
Lançamento de míssil de cruzeiro Tomahawk do navio USS Cape St. George - Sputnik Brasil, 1920, 31.05.2022
Nos siga noTelegram
O míssil modernizado pode viajar mais longe do que a versão anterior e é menos vulnerável a ameaças externas. A chegada do material bélico ao território britânico começará a partir de 2024.
Londres atualizará o estoque atual de mísseis de cruzeiro Tomahawk em seus submarinos da Marinha Real sob o novo acordo de cerca de US$ 344 milhões (R$ 1,6 bilhão) com os Estados Unidos, disse o Ministério da Defesa britânico nesta terça-feira (31).

"Em um contrato de £ 265 milhões [US$ 344 milhões / R$ 1,6 bilhão] com o governo dos EUA, com manutenção e suporte técnico nos locais do Reino Unido da BAE Systems, Babcock International e Lockheed Martin, os submarinos Astute-Class da Royal Navy serão armados com um bloco V aprimorado míssil padrão, capaz de atingir ameaças graves", afirmou a pasta em comunicado.

O míssil atualizado pode viajar mais longe do que a iteração anterior do bloco IV e é menos vulnerável a ameaças externas, observou o informativo, acrescentando que o fornecimento de novos mísseis começará a partir de 2024.
Representação artística da nova bomba nuclear dos EUA, B61-12 - Sputnik Brasil, 1920, 13.04.2022
Panorama internacional
EUA modernizam depósito nuclear no Reino Unido para possivelmente abrigar novas bombas
O Tomahawk foi implantado pela primeira vez no Reino Unido em 1998 e foi usado com sucesso durante operações no Afeganistão, Líbia e Iraque.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала