Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Tesouro dos EUA anuncia permissão de certas transações com a PDVSA da Venezuela

© AFP 2022 / Federico ParraImagem do logotipo da petrolífera estatal venezuelana PDVSA, vista em um posto de gasolina em Caracas, em 14 de novembro de 2017
Imagem do logotipo da petrolífera estatal venezuelana PDVSA, vista em um posto de gasolina em Caracas, em 14 de novembro de 2017 - Sputnik Brasil, 1920, 27.05.2022
Nos siga noTelegram
Medidas ficarão em vigor até o dia 1º de dezembro deste ano e, com elas, os EUA pretendem garantir seus ativos na Venezuela. Entretanto, a licença não autoriza perfuração, processamento, compra/venda, transporte ou embarque de qualquer petróleo venezuelano.
Os EUA emitiram uma licença autorizando certas transações de liquidação entre a PDVSA da Venezuela e cinco empresas petrolíferas norte-americanas até 1º de dezembro para garantir seus ativos em território venezuelano, informou o Departamento do Tesouro nesta sexta-feira (27).

"[Todas] as transações e atividades […] que são normalmente incidentes e necessárias para a manutenção limitada de operações essenciais, contratos ou outros acordos, propõem que: I - sejam para segurança ou preservação de ativos na Venezuela; II - envolvam a PdVSA ou qualquer entidade na qual a PDVSA detenha, direta ou indiretamente, uma participação de 50% ou mais; e III estavam em vigor antes de 26 de julho de 2019, estão autorizados até 00h01 [01h01, no horário de Brasília] de 1º de dezembro de 2022" dizia a licença.

As corporações petrolíferas dos EUA incluem: Chevron Corporation, Halliburton, Schlumberger Limited, Baker Hughes Holdings LLC e Weatherford International, de acordo com o texto.
Ao mesmo tempo, a licença não autoriza a perfuração, processamento, compra ou venda, transporte ou embarque de qualquer petróleo ou produtos petrolíferos venezuelanos, entre outros, diz o documento.
O porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, durante coletiva de imprensa. - Sputnik Brasil, 1920, 12.03.2022
Panorama internacional
EUA estão dispostos a 'reconsiderar' algumas sanções contra Venezuela mas sob condições específicas
Com as atuais mudanças na geopolítica e a escalada da crise de energia Washington começa a retomar contato com Caracas visando contornar as pesadas sanções que o próprio país norte-americano vem aplicando à Rússia.
No dia 17 de maio, a vice-presidente venezuelana, Delcy Rodríguez, anunciou que os EUA permitiram que empresas petrolíferas estadunidenses e europeias retomassem o trabalho na Venezuela, conforme noticiado.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала