Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Tesouro dos EUA diz que lockdowns na China estão obstruindo cadeia de suprimentos e fluxo comercial

© AFP 2022 / Ina FassbenderA secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, fala a jornalistas à margem de uma reunião de ministros das Finanças e banqueiros centrais do Grupo das Sete nações industrializadas (G7) em 18 de maio de 2022
A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, fala a jornalistas à margem de uma reunião de ministros das Finanças e banqueiros centrais do Grupo das Sete nações industrializadas (G7) em 18 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 18.05.2022
Nos siga noTelegram
Para órgão financeiro norte-americano, a política de covid zero na China também está prejudicando o gigante asiático, que está vendo sua economia desacelerar ao mesmo tempo que gera impacto negativo global.
Em uma entrevista coletiva em Bonn, na Alemanha, nesta quarta-feira (18), a secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, declarou que os lockdowns na China parecem estar impedindo o fluxo de mercadorias e prejudicando as cadeias de suprimentos, segundo a Reuters.
Yellen chamou atenção para o fato de que os bloqueios podem ter efeitos com repercussões globais, os quais merecem atenção redobrada.
"Certamente os bloqueios parecem estar impedindo a produção e o fluxo de bens e serviços, dada a extensão deles, e agravando as dificuldades na cadeia de suprimentos que tivemos que aumentaram os preços. […] Embora algumas dessas pressões pareçam atenuar, os acontecimentos na China exacerbam essas pressões na cadeia de suprimentos, e isso é uma fonte de preocupação", disse a secretária a repórteres.
Ao mesmo tempo, a economista destacou que o gigante asiático também está sofrendo uma desaceleração em sua economia, e que por sua importância, está afetando a economia em escala mundial.
"A China também parece estar experimentando uma desaceleração no crescimento. Como uma das maiores economias do mundo, o desempenho econômico chinês realmente tem impactos indiretos no crescimento em todo o mundo. Então esse é um fator que afeta as perspectivas globais, e estamos monitorando cuidadosamente o que acontece na China e quais são suas respostas políticas", afirmou.
No Brasil, os efeitos das medidas sanitárias chinesas também já são visíveis. No comércio marítimo brasileiro, exportadores têm sofrido com novos aumentos nos fretes e dificuldade para escoar os produtos na rota Brasil-Ásia, especialmente aqueles que dependem de contêineres refrigerados, conforme noticiado.
Uma mulher usando uma máscara facial passa pelo quadro eletrônico de um banco mostrando o índice de ações de Hong Kong em Hong Kong, 17 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 18.01.2022
Panorama internacional
'China não terá o mesmo sucesso econômico de 2021 por uma série de idiossincrasias', diz economista
Tal fato acontece porque os portos chineses, como o de Xangai, estão lotados e sem espaço de armazenamento pela política de covid zero que dificulta a exportação.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала