Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Aumentam nos EUA críticas à Casa Branca em meio à 'mais desafiante crise energética em 50 anos'

© AP Photo / Marta LavandierCliente bombeia gás em um posto de gasolina Exxon em Miami, Flórida, EUA, 10 de maio de 2022
Cliente bombeia gás em um posto de gasolina Exxon em Miami, Flórida, EUA, 10 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 15.05.2022
Nos siga noTelegram
Tim Steward, presidente da Associação de Petróleo e de Gás, falou ao Fox News criticando a obstrução de novos projetos de hidrocarbonetos nos EUA em meio à alta dos preços da energia.
Os EUA estão passando pela maior crise energética das últimas décadas devido às políticas da administração de Joe Biden, advertiu no sábado (14) Tim Steward, presidente da Associação de Petróleo e de Gás do país norte-americano.
"Estamos na maior, possivelmente na mais desafiante, crise energética que tivemos em 50 anos", disse ele em declarações ao canal Fox News.
Os preços da gasolina nos EUA têm subido nos últimos meses, relatam dados da Associação de Petróleo e de Gás. Há um ano o preço médio da gasolina comum a nível nacional era de cerca de US$ 3 (R$ 15,18), mas no último domingo (8) atingiu US$ 4,317 (R$ 21,84), enquanto neste domingo (15) ele subiu para US$ 4,47 (R$ 22,62).
Carnes na vitrine de um supermercado na Califórnia - Sputnik Brasil, 1920, 27.04.2022
Panorama internacional
Alta dos preços dos alimentos bate recorde nos EUA após sanções contra Rússia, diz mídia
A administração Biden tem trabalhado para reduzir o aluguel de territórios nos EUA para a extração de petróleo e de gás, sendo os mais recentes exemplos o cancelamento de três projetos no golfo do México e na costa do Alasca, um passo elogiado por ambientalistas. O Departamento do Interior norte-americano citou como razão a "falta de interesse da indústria", apesar de a justificativa ser rechaçada por Lisa Murkowski, uma senadora republicana do Alasca.
Stewart considerou estes passos perigosos em meio à atual alta dos preços energéticos, potencialmente deixando "bilhões de barris debaixo do solo", sublinhando que a indústria "estava muito interessada nestes aluguéis, senão não teriam sido nomeados".
"[...] Esta administração não tem estratégia para nos ajudar a sair dela [a crise] e, francamente, todas as ações que tomam são contraprodutivas para aqueles entre nós que estão tentando resolver este problema", lamentou o presidente da Associação de Petróleo e de Gás dos EUA.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала