Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

China promete apoio total à Coreia do Norte na luta contra surto de COVID-19

© AP Photo / KRTO presidente norte-coreano, Kim Jong-un, usa máscara de proteção durante encontro, após a descoberta de um surto de COVID-19 na capital da Coreia do Norte, Pyongyang, 12 de maio de 2022
O presidente norte-coreano, Kim Jong-un, usa máscara de proteção durante encontro, após a descoberta de um surto de COVID-19 na capital da Coreia do Norte, Pyongyang, 12 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 12.05.2022
Nos siga noTelegram
Nesta quinta-feira (12), o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, afirmou que o país não medirá esforços para apoiar a vizinha Coreia do Norte na batalha contra o surto de COVID-19 no país.
O país comunista reportou o seu primeiro surto da doença na capital, Pyongyang, após diversos cidadãos norte-coreanos testarem positivo para a variante Ômicron BA.2 do novo coronavírus nesta semana.

"Como camarada da República Popular Democrática da Coreia [RPDC], país vizinho e amigo, a China está pronta para qualquer coisa para apoiar e assistir à RPDC na luta contra o vírus", disse Zhao durante coletiva diária, referindo-se à Coreia do Norte pelo nome oficial do país asiático.

© AP Photo / Ng Han Guan, FileFronteira da China com a Coreia do Norte
Fronteira da China com a Coreia do Norte - Sputnik Brasil, 1920, 12.05.2022
Fronteira da China com a Coreia do Norte
Nos primeiros meses de 2020 a Coreia do Norte selou suas fronteiras, após o início da pandemia de COVID-19, e mais tarde rejeitou ofertas de vacinas ao país. Agora, com a descoberta do surto da doença, Pyongyang implementou um estado de "emergência máxima".
A China é parceira histórica da Coreia do Norte. Em recente reunião de emergência do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), Pequim divergiu dos Estados Unidos ao pedir, com a Rússia, a redução de sanções econômicas impostas ao país vizinho.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала