Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Novo ministro da Defesa da Coreia do Sul promete resposta 'severa e imediata' se Pyongyang provocar

© AFP 2022 / Jung Yeon-jeCadetes do Exército sul-coreano se aquecem durante um treinamento para a Competição de Habilidades Militares de Sandhurst no Camp Humphreys em Pyeongtaek em 17 de fevereiro de 2022
Cadetes do Exército sul-coreano se aquecem durante um treinamento para a Competição de Habilidades Militares de Sandhurst no Camp Humphreys em Pyeongtaek em 17 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.05.2022
Nos siga noTelegram
Em seu discurso de posse, o recém-nomeado chefe da Defesa reafirmou a prontidão de Sul diante de provocações do Norte, a parceria com os EUA e a promessa de continuar a trabalhar no desenvolvimento de sistema de defesa antimísseis multicamadas.
Nesta quarta-feira (11), ao assumir o cargo, o novo ministro da Defesa sul-coreano, Lee Jong-sup, pediu uma resposta "severa e imediata" em caso de uma provocação "direta" norte-coreana em meio a crescentes preocupações sobre um possível teste nuclear.

"Temos que manter uma postura de defesa sólida em todos os domínios – terrestre, marítimo e aéreo – para responder proativamente às ameaças de segurança de todas as direções", disse Lee, citado pela agência Yonhap.

Durante sua cerimônia de posse, Lee também alertou sobre uma solução severa às possíveis provocações "táticas" do Norte e enfatizou seu compromisso de consolidar a aliança entre Seul e Washington, de acordo com a mídia.
"Vamos aumentar a coesão na aliança militar entre a Coreia do Sul e os EUA e expandir a cooperação de defesa mutuamente benéfica com nações amigas", disse.
Ainda em seu discurso, o ministro prometeu fortalecer "dramaticamente" o chamado sistema de três eixos do país, projetado para combater as ameaças de segurança do Norte.
Um especialista em informática opera no centro técnico de Capacidade de Resposta a Incidentes de Computador da OTAN (NCIRC, na sigla em inglês), na sede militar SHAPE da OTAN, em Mons, sudoeste da Bélgica, 10 de dezembro de 2013 - Sputnik Brasil, 1920, 05.05.2022
Panorama internacional
Coreia do Sul se torna 1º país asiático a integrar grupo de ciberdefesa da OTAN
O sistema consiste no plano de Massiva Punição e Retaliação da Coreia do Sul (KMPR, na sigla em inglês) – um plano operacional para incapacitar a liderança norte-coreana em um grande conflito – a plataforma de ataque preventivo Kill Chain e o Sistema de Defesa Aérea e Antimísseis da Coreia (KAMD).
No final do dia, Lee visitou o Comando de Operações da Força Aérea e o Comando de Defesa Aérea e de Mísseis na Base Aérea de Osan, ao sul de Seul, para verificar sua postura de prontidão.
"A Força Aérea deve manter uma postura firme de prontidão para responder esmagadoramente a quaisquer provocações norte-coreanas em meio à grave situação de segurança marcada pelas crescentes ameaças de mísseis do Norte e pela possibilidade de seu teste nuclear", afirmou.
Lee também disse que a Coreia do Sul continuará a construir um sistema de defesa antimísseis multicamadas, atualizando os interceptores de mísseis Patriot Advanced Capability-3, implantando o míssil terra-ar de médio alcance Cheongung II e introduzindo sistemas adicionais de radar de alerta antecipado.
As declarações do ministro acontecem enquanto aliados estão intensificando a coordenação de segurança em meio a previsões de que o Norte poderia realizar um teste nuclear entre a posse de Yoon Suk-yeol ontem (10) e a visita do presidente dos EUA, Joe Biden, a Seul para sua primeira cúpula presencial prevista para 21 de maio.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала